Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2020 → Comportamento multitemporal da dinâmica da paisagem em área de brejo de altitude, no município de Pesqueira, Agreste do Estado de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco (2020)

Comportamento multitemporal da dinâmica da paisagem em área de brejo de altitude, no município de Pesqueira, Agreste do Estado de Pernambuco

FARIAS, Álvaro Augusto das Montanhas

Titre : Comportamento multitemporal da dinâmica da paisagem em área de brejo de altitude, no município de Pesqueira, Agreste do Estado de Pernambuco

Auteur : FARIAS, Álvaro Augusto das Montanhas

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado - Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação 2020

Résumé
O avanço do processo de urbanização tem promovido cada vez mais a ocupação de áreas sensíveis, principalmente por conta da ausência de um manejo mais adequado com essas áreas. Em regiões semiáridas o cenário é complexo, pois envolve a escassez de água e irregularidade pluviométrica, que pode atenuar o quadro de mudanças das paisagens naturais. O uso das geotecnologias tem possibilitado o monitoramento das mudanças, além da produção de um acervo rico de informação, com a utilização de parâmetros biofísicos, que envolvem modelos matemáticos aplicados a imagens de satélites e que resultam em mapas temáticos com dados relacionados a cobertura da superfície. Dentre os parâmetros utilizados neste trabalho estão o NDWI (Índice Normalizado por Diferença da Água) que ressalta o delineamento dos corpos hídricos, o NDBI (Índice Normalizado por Diferença de Área Construída) que traz informações à respeito da área construída, o SAVI (Índice de Vegetação Ajustado ao Solo) que é um parâmetro que possui o fator de ajuste ao solo, muito utilizado nos estudos em regiões semiáridas, o Albedo que calcula o índice de reflexão da superfície e a Temperatura da Superfície (Tsup), que é responsável pela identificação das alterações do comportamento da temperatura, juntamente com a interpretação dos dados pluviométricos da área de estudo para correlacionar essas informações com os índices espectrais. Os parâmetros foram modelados a partir de imagens dos satélites TM Landsat 5 para os anos de 1991, 1998 e 2004, no OLI e TIRS Landsat 8, foram processadas imagens dos anos de 2013 e 2018. A finalidade deste estudo consiste em identificar e analisar as modificações que ocorreram nas paisagens naturais, com uso de índices espectrais, na microrregião do Vale do Ipojuca, agreste do Estado de Pernambuco. Os resultados apontaram para supressão vegetal que houve na área de estudo, com ressalva para o ano de 2004 e 2013 que apresentaram valores entre 0,619 e 0,731, respectivamente, para reflectância do SAVI, que ocorreram sobretudo, pela maior presença da biomassa vegetal, em virtude do volume de água na Barragem de Pão de Açúcar. Essas mudanças ocorreram em detrimento da sazonalidade do domínio fitogeográfico do tipo Caatinga e do avanço do processo de urbanização, que implica de forma direta na composição da cobertura vegetal e compromete o nível dos reservatórios, subsídio para diversas atividades econômicas praticadas na microrregião, interferindo diretamente na qualidade de vida da população residente nessas áreas. Os resultados mostraram que há uma variação sazonal dos índices espectrais de acordo com o regime pluviométrico local, além das mudanças nas formas de uso e ocupação dos solos, que reflete diretamente na composição da cobertura vegetal, e que se relaciona diretamente com os índices de umidade e a Temperatura da Superfície.

Présentation

Version intégrale (2,35 Mb)

Page publiée le 9 décembre 2020