Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Portugal → Estudo da salinidade no desenvolvimento de duas espécies halófitas (Suaeda maritima e Inula crithmoides)

Universidade do Algarve (2019)

Estudo da salinidade no desenvolvimento de duas espécies halófitas (Suaeda maritima e Inula crithmoides)

Ricardo, Ana Patricia Caetanito

Titre : Estudo da salinidade no desenvolvimento de duas espécies halófitas (Suaeda maritima e Inula crithmoides)

Auteur : Ricardo, Ana Patricia Caetanito

Université de soutenance : Universidade do Algarve

Grade : Mestrado em Hortofruticultura 2019

Résumé
Este trabalho teve como objetivo testar diferentes níveis de salinidade no desenvolvimento de duas espécies de plantas halófitas (Suaeda maritima e Inula crithmoides), de forma a identificar qual o valor de salinidade da solução nutritiva onde estas espécies apresentam um melhor comportamento agronómico. Visto que a informação sobre as técnicas de produção intensiva, destas espécies, em sistemas comerciais é muito escassa, é importante estudar as potencialidades e otimização de fatores de produção em ambientes controlados. Suaeda maritima e Inula crithmoides são plantas halófitas dicotiledóneas, suculentas, que crescem naturalmente em zonas costeiras sob influência da água do mar, incluindo nos sapais da Ria Formosa. Ao longo do ensaio as plantas foram sujeitas a seis níveis de salinidade, nomeadamente (em dS m-1) : 5, 13, 21, 29, 37 e 45. Estes valores foram estabelecidos incorporando cloreto de sódio (NaCl) na solução nutritiva. No sentido de se avaliar a tolerância das plantas ao “stress” de salinidade, foram feitas análises de vários parâmetros, tais como : a produtividade total e comercial, qualidade das plantas, biomassa e percentagem de humidade das amostras comerciais. Adicionalmente foi também analisado a qualidade nutricional, onde se identificou a composição mineral e se quantificaram vitaminas presentes da espécie Inula crithmoides. Os níveis de salinidade que apresentaram melhores resultados, ou seja, maior produtividade, sem alteração das suas qualidades físicas, químicas e nutricionais, para cada espécie estudada, foram 5 dSm-1 para Inula crithmoides, e 13 dSm-1 para Suaeda maritima.

Mots clés  : Halófitas Inula crithmoides Produção intensiva Salinidade Suaeda maritima

Présentation

Version intégrale (1,6 Mb)

Page publiée le 26 mars 2021