Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2021 → Importância da preservação das matas ciliares do Rio São Francisco no município de Paulo Afonso – BA

Universidade Federal de Alagoas (2021)

Importância da preservação das matas ciliares do Rio São Francisco no município de Paulo Afonso – BA

Lima, Sabrina dos Santos

Titre : Importância da preservação das matas ciliares do Rio São Francisco no município de Paulo Afonso – BA

Auteur : Lima, Sabrina dos Santos

Université de soutenance : Universidade Federal de Alagoas

Grade : Licenciatura em Geografia 2021

Résumé
O rio São Francisco é um dos mais importantes do país, tem um significado histórico no desenvolvimento do território brasileiro, atinge seis estados. Sendo quatro estados da região Nordeste e abastecendo 507 municípios. Por ser um rio perene, permite o abastecimento de água durante todas as estações do ano, principalmente nas áreas em que o clima semiárido é predominante, tornando-se um símbolo econômico, social e cultural. Nas últimas décadas o seu potencial hídrico está decaindo pelos impactos ambientais em suas áreas adjacentes ; que vêm ocorrendo com a retirada da mata ciliar para construções de moradias, fábricas, comércios, e uma expansão urbana desordenada gerando um dos principais fatores de degradação. Este trabalho teve como objetivo analisar a quantidade e a densidade das matas ciliares, através de revisão bibliográfica, técnicas de geoprocessamento e análises de imagens de satélites infravermelhos do perímetro marginal do rio em Paulo Afonso. A pesquisa expôs que partes das matas ciliares, estão em situação de degradação ; com solos expostos e a vegetação fragmentada. Necessitando de projetos de restauração, e preservação, aliado a conscientização ambiente, principalmente nas escolas.

Mots Clés  : Geografia física Mata ciliar Degradação Desmatamento Rio São Francisco Paulo Afonso - Bahia Riparian vegetation Geoprocessing Deforestation Environmental Impacts and Revitalization

Présentation

Version intégrale (2,3 Mb)

Page publiée le 7 avril 2022