Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Portugal → Active or passive learning ? The best way of improving coexistence with jaguars and pumas in the Caatinga

Universidade de Lisboa (2020)

Active or passive learning ? The best way of improving coexistence with jaguars and pumas in the Caatinga

Dinis, Afonso Brites Antunes Gonçalves

Titre : Active or passive learning ? The best way of improving coexistence with jaguars and pumas in the Caatinga

Auteur : Dinis, Afonso Brites Antunes Gonçalves

Université de soutenance : Universidade de Lisboa

Grade : Mestrado, Biologia da Conservação, 2020

Résumé partiel
A conservação dos carnívoros é considerada prioritária devido à importância destes para os ecossistemas e à ameaça séria de extinção que enfrentam em todo o mundo. Jaguares (Panthera onca) e pumas (Puma concolor), os maiores felinos do Brasil e das Américas, estão em declínio devido a ameaças como a perda de habitat e a redução do número de presas. Como resposta a estas adversidades, surge uma maior necessidade destes felinos recorrerem a gado como fonte de alimentação, e dada a expansão das comunidades humanas, a oportunidade de o fazerem aumenta. Consequentemente, aumenta a sua perseguição por criadores de gado em busca de retaliação, podendo resultar numa maior mortalidade dos jaguares e pumas. Ambas as espécies ocorrem na Caatinga, um ecossistema que só existe no Brasil. É caracterizado por uma longa história de impactos antropogénicos na biodiversidade, principalmente a transformação excessiva de áreas de vegetação nativa para práticas de agricultura e agropecuária e, mais recentemente, para o estabelecimento de empreendimentos de energia eólica e solar. Estes impactos e o ainda ténue conhecimento do bioma – número reduzido de trabalhos científicos, falta de menção em trabalhos de escala global e dúvidas na sua nomenclatura - surgem como desafios para desenvolver investigação e promover a coexistência entre pessoas e felinos. Existe, portanto, uma necessidade crescente de abordar a conservação como um assunto interdisciplinar, tendo em consideração a vertente socio-ecológica indispensável para melhorar as relações entre os seres humanos e a vida selvagem. A educação é essencial neste contexto, porque permite um aumento do conhecimento e consciencialização, uma alteração de comportamentos e um aumento de atitudes positivas para com a natureza. Neste estudo, gerações mais jovens foram utilizadas como amostra devido à sua importância como futuros conservacionistas e decisores, e à sua influência nos adultos. Este estudo foi realizado em escolas dos municípios de Sobradinho e Juazeiro, ambos localizados no estado da Bahia e dois dos seis municípios que fazem parte do Boqueirão da Onça. Esta região inclui duas áreas protegidas e uma das maiores ameaças aos jaguares e pumas é a retaliação por parte de criadores de gado que culpam estes carnívoros pelas perdas de gado. O objetivo deste trabalho foi comparar o sucesso de dois tipos diferentes de intervenção na melhoria de quatro domínios, em alunos entre o quarto e o sétimo ano letivo, através de questionários aplicados pré e pós-intervenções.

Présentation

Version intégrale (1 Mb)

Page publiée le 15 avril 2022