Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2021 → Governança para operacionalização do projeto de integração do Rio São Francisco com bacias hidrográficas do nordeste setentrional

Universidade Federal de Pernambuco (2021)

Governança para operacionalização do projeto de integração do Rio São Francisco com bacias hidrográficas do nordeste setentrional

PORTELA, Tiago José de Barros

Titre : Governança para operacionalização do projeto de integração do Rio São Francisco com bacias hidrográficas do nordeste setentrional

Auteur : PORTELA, Tiago José de Barros

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos 2021

Résumé
O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF) surgiu como uma ferramenta para mitigar o grave problema de escassez hídrica no Nordeste Setentrional. Seu objetivo é propiciar a segurança hídrica para regiões dos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, por meio da transferência de volumes de água da bacia do rio São Francisco, cuja oferta é mais estável, para as bacias receptoras menos estáveis. Não somente como obras de infraestrutura, o PISF abrange processos de governança necessários ao alcance de seu objetivo conceptivo, que estão presentes desde a sua implantação até a operacionalização, como a questão da disponibilidade hídrica, a operação e manutenção das estruturas e equipamentos de adução, o atendimento aos requisitos legais e regulatórios e a sustentabilidade econômica e ambiental do empreendimento. O estudo vislumbra a governança da água do PISF, relacionada ao planejamento sobre os recursos hídricos de domínio Federal e estaduais, ao gerenciamento da alocação da água e ao papel dos órgãos gestores e reguladores de recursos hídricos. Diante disso, o trabalho avaliou os principais desafios à governança do PISF, tendo como mais relevantes, aqueles que envolvem as instituições que participam direta ou indiretamente da gestão e operação do empreendimento, como : múltiplos usos da água, cobrança pela prestação do serviço de adução de água bruta, gestão de recursos hídricos nos estados, sistemas de esgotamento sanitário, contratos de prestação de serviços, operação e manutenção da infraestrutura, outorga de direito de uso da água, energia elétrica, segurança de barragens, monitoramento e segurança patrimonial e perdas hídricas no sistema. O produto técnico resultante da pesquisa compreende a identificação destes desafios, permitindo a proposição de diretrizes para o aprimoramento da governança, com recomendações específicas aos atores envolvidos na gestão e operação do PISF, onde o direcionamento de medidas efetivas à busca da resolução daqueles desafios alcance melhor eficiência ao cumprimento dos seus objetivos, que trilham à capacidade de resposta aos usuários e à sociedade civil, para assegurar à população o acesso a água e a segurança hídrica da região beneficiada por este grandioso e importante empreendimento.

Présentation

Version intégrale (12,3 Mb)

Page publiée le 22 décembre 2022