Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2020 → Efeitos da perturbação antrópica sobre as espécies de morcegos da Caatinga aliados através de bioacústica

Universidade Federal de Pernambuco (2020)

Efeitos da perturbação antrópica sobre as espécies de morcegos da Caatinga aliados através de bioacústica

SILVA, Carina Rodrigues

Titre : Efeitos da perturbação antrópica sobre as espécies de morcegos da Caatinga aliados através de bioacústica

Auteur : SILVA, Carina Rodrigues

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado em Biologia Animal 2020

Résumé
A perda da diversidade biológica devido às pressões antrópicas é um fator preocupante. A Caatinga, terceiro bioma mais ameaçado do Brasil, tem pelo menos 63% de sua área ocupada por sistemas antropogênicos e poucos estudos avaliam adequadamente o papel desta fonte de perturbação. Os morcegos desempenham importantes papéis ecológicos na Caatinga, e entender como eles respondem aos impactos antrópicos é altamente desejável devido à acelerada degradação do bioma. Utilizando bioacústica, investigamos como morcegos insetívoros respondem a um gradiente de perturbações antrópicas na Caatinga. O estudo foi conduzido em 12 parcelas amostrais pré-definidas pelo Projeto Ecológico de Longa Duração, no Parque Nacional do Catimbau (PELD-Catimbau), em 2018 (total de 9 noites por parcela e 34.935 minutos de gravações). O Global multi-metric CAD index (GMDI) é um dos índices utilizados pelo PELD-Catimbau para mensurar de 0 a 100 a intensidade dos distúrbios antrópicos em cada parcela, e quanto maior o valor, maior o distúrbio. Foram instalados gravadores em parcelas com GMDI variando de 9 a 58, em um protocolo de 15 min. gravação/15 min intervalo, das 17:00 às 5:00h. Análises dos sinais de ecolocalização foram baseadas nas frequências máxima e mínima (kH), frequência de maior energia, intervalo entre pulsos, bandwidth e duração (ms). Os sinais foram agrupados em sonotipos para posterior comparação com a literatura. Sinais de feeding buzz (FB) e social calls (SC) também foram contabilizados. Foram também utilizados seis índices acústicos para investigar possíveis correlações com o gradiente de antropização. Do total de arquivos gravados, 38% (13.159) haviam atividade de morcegos. Foram identificados 24 sonotipos, 581 feeding buzzes e 240 social calls. Molossidae teve a maior atividade, feeding buzzes e social calls. Não houve correlação significativa entre o GMDI e a riqueza, atividade, feeding buzzes ou social calls para nenhum grupo de morcegos. Apesar disso, grupos diferentes de morcegos responderam de forma diferente aos graus de antropização. Em síntese, este estudo mostra que as espécies amostradas não foram sensíveis ao gradiente de antropização, mas diferentes padrões emergem quando analisamos grupos específicos separadamente. A investigação dos efeitos da antropização na Caatinga deve considerar uma abordagem espécie-específica ou grupo-específica.

Présentation

Version intégrale (3,25 Mb)

Page publiée le 19 décembre 2022