Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Proposta de classificação climática da Região Nordeste do Brasil baseada na abordagem sinótica dos tipos de tempo

Universidade Federal de Pernambuco (2020)

Proposta de classificação climática da Região Nordeste do Brasil baseada na abordagem sinótica dos tipos de tempo

WANDERLEY, Lucas Suassuna de Albuquerque

Titre : Proposta de classificação climática da Região Nordeste do Brasil baseada na abordagem sinótica dos tipos de tempo

Auteur : WANDERLEY, Lucas Suassuna de Albuquerque

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Doutorado em Geografia 2020

Résumé
O presente estudo teve como objetivo a elaboração de uma classificação climática para a Região Nordeste (NE) do Brasil com base na abordagem sinótica dos tipos de tempo. Apesar de ser uma abordagem primordial, a regionalização climática não é uma análise esgotada pelos estudos existentes. Em especial, nessa região, as lacunas teóricas e metodológicas para análises genéticas na climatologia representam um problema para o aprimoramento e aplicação de estudos derivados dessas abordagens. Foi utilizada a metodologia dos tipos sinóticos de tempo para identificação e caracterização das massas de ar e sistemas sinóticos individualizados, típicos da Região Nordeste. Para isso, foi aplicada a análise estatística multivariada consorciada à análise manual (a partir do estudo dos tipos de tempo e da dinâmica das massas de ar). Foi realizada uma Análise de Componentes Principais (ACP), seguida por uma Análise de Agrupamento Hierárquica (AAH) de Ward. No primeiro momento, essas análises tiveram como objetivo elaborar um agrupamento sazonal (a partir de oito varáveis climáticas) e identificar os dias sinóticos típicos, correspondentes à atuação de cada massa de ar ou sistema sinótico individualizado, para um grupo de estações meteorológicas centroides. Em uma segunda etapa, os mesmos métodos estatísticos foram aplicados para realizar a caracterização e determinar a frequência dos tipos de tempo nas demais estações meteorológicas de todos os grupos sazonais previamente estabelecidos. O agrupamento climático final das estações meteorológicas do Nordeste Brasileiro se baseou na AAH das frequências de atuação dos sistemas sinóticos. Em análise complementar, foram investigadas as tendências de temperatura, umidade relativa do ar e precipitação para os tipos climáticos por meio do método de Mann-Kendall. Como resultado, foi proposta a regionalização climática de nove tipos climáticos : tropical úmido do NE setentrional, tropical úmido do NE oriental, tropical semiúmido do NE oriental, tropical semiúmido do NE ocidental, tropical semiúmido do NE setentrional, tropical semisseco do NE oriental, tropical semisseco do NE central e tropical semisseco do NE ocidental. O mapeamento dos tipos de climas considerou a existência de relações entre as principais fitofisionomias e o relevo com a dinâmica climática regional. Para cada região climática foram descritas as características climáticas genéticas, estáticas e fitofisionomias associadas. Os climas semissecos representaram 47,8% da área da Região Nordeste do Brasil, os climas semiúmidos 38,5% e os climas úmidos 13,7%. A atual proposta de síntese climática possui aplicabilidade para estudos ambientais, além de agregar técnicas de regionalização às abordagens da climatologia geográfica

Présentation

Version intégrale (9 Mb)

Page publiée le 11 janvier 2023