Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2021 → Produção agrícola pernambucana frente à pandemia de covid-19 : impactos e iniciativas na agricultura familiar

Universidade Federal de Pernambuco (2021)

Produção agrícola pernambucana frente à pandemia de covid-19 : impactos e iniciativas na agricultura familiar

LIMA, Jessé Rafael Bento de

Titre : Produção agrícola pernambucana frente à pandemia de covid-19 : impactos e iniciativas na agricultura familiar

Auteur : LIMA, Jessé Rafael Bento de

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente 2021

Résumé
A agricultura familiar brasileira exerce papel fundamental no abastecimento e na manutenção da sociedade brasileira. Apesar dos estabelecimentos familiares ocuparem a menor parcela de área produtiva, ela é responsável por grande parte da produção dos alimentos consumidos pelos brasileiros e geração do maior número de empregos no campo. Ao ser declarado pela Organização Mundial da Saúde o início das restrições sociais em detrimento da pandemia de covid-19, o Estado de Pernambuco emitiu o Decreto n.º 48.809 em 14 de março de 2020 que determinou o isolamento humano e o fechamento de todos os serviços não essenciais, o que incluiu as feiras livres, lanchonetes, bares, restaurantes, hotéis e pousadas. A restrição ao funcionamento desses locais trouxe diversos prejuízos para os produtores familiares, pois, no mais, são os principais pontos de abastecimento da produção agrícola familiar estadual. Este trabalho tem como objetivo analisar os efeitos da pandemia de Sars-Cov-2 (Orthocoronavirinae) e respostas à mesma, no contexto da produção, consumo e abastecimento (distribuição) de alimentos vegetais pela agricultura familiar em Pernambuco. A metodologia consistiu na escolha das 20 culturas mais produzidas no estado, segundo o sistema de Produção Agrícola Municipal de 2019, para ilustração das variáveis correlacionadas a agricultura familiar pernambucana, como também na coleta de dados na plataforma georreferenciada SIDRA e de outras organizações federais e estaduais, sindicatos, entre outros, além do envio de um formulário eletrônico aos fornecedores de sementes crioulas do estado de Pernambuco. A pandemia de covid-19 impactou de forma direta os agricultores familiares estaduais devido ao fechamento dos principais meios de escoamentos da produção. E ao aderirem a comercialização de seus produtos por meios digitais (WhatsApp, Instagram, Facebook, outros) os mesmos conseguiram escoar a sua produção mesmo que em quantidades reduzidas. Apesar dos entraves advindos da pandemia, se torna perceptível o quanto o agricultor e a pequena produção familiar são importantes para o bem-estar social, uma vez que agricultura familiar se manteve firme para continuar produzindo e abastecendo os pequenos e grandes centros urbanos, garantindo, assim, a segurança e a soberania alimentar mesmo em tempos de pandemia.

Présentation

Version intégrale (4,6 Mb)

Page publiée le 21 décembre 2022