Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Própolis e geoprópolis verde do semiárido do brasil : Caracterização química, origem botânica e atividade antioxidante

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) 2019

Própolis e geoprópolis verde do semiárido do brasil : Caracterização química, origem botânica e atividade antioxidante

Ferreira, Joselena Mendonça

Titre : Própolis e geoprópolis verde do semiárido do brasil : Caracterização química, origem botânica e atividade antioxidante

Auteur : Ferreira, Joselena Mendonça

Université de soutenance : Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)

Grade : Doutorado em Ciência Animal 2019

Résumé
Na região Nordeste do brasil, estudos que objetivam identificar os compostos presentes nas própolis tem se expandindo nos últimos anos. No entanto, até o presente momento, o conhecimento sobre própolis e geoprópolis da região de semiárido do Nordeste brasileiro é escasso. Para suprir essa necessidade, objetivou-se fazer uma investigação a respeito de um tipo de própolis e geoprópolis, ambos de coloração verde, produzidos nessa região. Foram coletadas amostras de própolis e de geoprópolis no estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Também foram coletados folíolos jovens e maduros de jurema-preta (Mimosa tenuiflora), principal suspeita de ser fonte botânica dessas amostras. As amostras de própolis, geoprópolis e folíolos seguiram para análise em HPLS-DAD-MS/MS, onde foram quantificados e identificados os seus respectivos compostos fenólicos. Por fim, as amostras passaram por dois testes para identificação da origem botânica : 1) Comparação de compostos químicos presentes nos extratos dos folíolos de M. tenuiflora, a própolis e geoprópolis. 2) Comparação microscópica dos tecidos vegetais de M. tenuiflora com os encontrados nas amostras de própolis e geoprópolis. Na avaliação dos parâmetros básicos para comercialização, as amostras de própolis e geoprópolis obtiveram valores aceitáveis conforme a legislação vigente, apresentando alta atividade antioxidante. Estas possuíam níveis de flavonoides totais acima do comum para própolis brasileiras (117 e 98,5 g/kg-1, própolis e geoprópolis, respectivamente). Foram encontrados 18 compostos fenólicos nos extratos etanólicos de folíolos de M. tenuiflora e da própolis, na sua maioria flavonóis e chalconas. Desses, dez foram encontrados no extrato de geoprópolis verde, além de outros 6 compostos distintos. Na análise microscópica foram encontrados folíolos de M. tenuiflora, tanto na própolis como na geoprópolis. Também foi possível descrever algumas estruturas epidérmicas da planta e avaliar suas características particulares. Conclui-se que própolis e geoprópolis verdes do semiárido nordestino do Brasil possuem qualidade para comercialização, estando seus parâmetros dentro do indicado pela legislação, e que M. tenuiflora é a fonte botânica da própolis e geoprópolis verdes. Esse trabalho servirá como base para pesquisas futuras que visem a otimização da apicultura no semiárido brasileiro e preservação de espécies endêmicas importantes como M. tenuiflora

Présentation

Version intégrale (27 Mb)

Page publiée le 29 décembre 2022