Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Portugal → Aplicação da detecção remota em inventário florestal

Instituto Politecnico de Braganca (2004)

Aplicação da detecção remota em inventário florestal

Castro, João Paulo

Titre : Aplicação da detecção remota em inventário florestal

Auteur : Castro, João Paulo

Université de soutenance : Instituto Politecnico de Braganca

Grade : Doutoramento 2004

Résumé
Este trabalho é um contributo para melhorar o aproveitamento da tecnologia da Detecção Remota (DR) na gestão de povoamentos florestais de duas das principais espécies florestais de Portugal, Pinus pinaster e Eucaliptus globulus. Desenvolveram-se e aplicaram-se soluções económica e tecnicamente viáveis para o mapeamento destas duas espécies florestais, nomeadamente a tecnologia de fusão digital de imagem entre fotografias pancromáticas e imagens de satélite Landsat ETM+. Realizou-se a cartografia de uso/ocupação de solo à escala 1:10 000 e estimou-se a precisão da interpretação, tendo-se obtido valores de Fiabilidade Global e Índices de Concordância de Cohen (KIA) superiores a 0.85 para todos os estratos considerados em separado e valores superiores a 0.90 de forma global. Desenvolveu-se e aplicou-se uma tecnologia associada à Fotografia Aérea de Pequeno e Médio Formato (FAPMF) para avaliação de características físicas de povoamentos florestais. Obtiveram-se coberturas aerofotográficas estereoscópicas de grande escala (1:5000), a baixo custo e em vários períodos do ano. Estas FAPMF foram utilizadas em inventário florestal para se obterem estimativas rápidas, precisas e expeditas de vários parâmetros dendrométricos (por ex. : altura total, diâmetro de copa, densidade de copa) permitindo preencher lacunas de informação regionais de imagens de DR. Foi medido o índice de área foliar (LAI- do Inglês Leaf Area Index) dos povoamentos florestais, usando métodos de campo não destrutivos e dados de DR. Os valores de LAI calculados foram comparados com os dados dendrométricos recolhidos no campo por processos clássicos de dendrometria e inventário florestal que permitiram confirmar a correlação positiva existente entre a produção de matéria seca (MS) e a quantidade da radiação fotossintética útil (PAR - do Inglês Photosynthetically Active Radiation) interceptada pela copa das árvores. Com base nas medições feitas no campo e sobre imagens de DR foram estabelecidas curvas hipsométricas, tabelas de volume e tabelas de volume aéreas. Construiu-se um Sistema de Informação Geográfica (SIG) associado a uma Base de Dados Relacional que integrou globalmente a informação. Além das espécies florestais eucalipto e Pinheiro bravo também se analisaram as espécies bétula (Betula celtiberica) e pinheiro negral (Pinus nigra). Pela análise dos resultados foi possível verificar as vantagens da integração das várias ferramentas de DR (Imagens de Satélite, fotografia aérea convencional e FAPMF) em Inventário Florestal Regional. Esta tecnologia também demonstrou ser económica, expedita e facilmente reprodutível.

Mots clés : Inventário florestal ; Detecção remota ; Fotografia aérea de Pequeno e médio formato ; Fotogrametria digital ; Processamento digital de imagem ; Índice de área foliar ; Fotografias hemisféricas Tabelas de volume aéreas

Présentation

Version intégrale (18,91 Mb)

Page publiée le 23 octobre 2013, mise à jour le 12 juin 2017