Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2012 → A diversidade de lagartos na Caatinga é mediada pelos térmitas ?

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2012)

A diversidade de lagartos na Caatinga é mediada pelos térmitas ?

Souza, Heitor Bruno de Araujo

Titre : A diversidade de lagartos na Caatinga é mediada pelos térmitas ?

Auteur : Souza, Heitor Bruno de Araujo

Université de soutenance : Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Grade : Mestrado em Bioecologia Aquática 2012

Résumé
Ao tentar explicar a extraordinária taxa de coexistência de lagartos em desertos Australianos, Morton & James (1988) formularam uma hipótese em que a diversidade de térmitas promoveria uma diversificação dos lagartos. O presente estudo visa verificar se essa hipótese é válida para as taxocenoses de lagartos da Caatinga. Objetiva-se também verificar se os mecanismos de defesa dos térmitas influenciam a taxa com que esses são consumidos pelos lagartos e se esse padrão difere entre diferentes linhagens de lagartos. Para a coleta dos térmitas foi aplicado um protocolo padronizado de amostragem termítica. Para a coleta dos lagartos, além da busca ativa, foram instaladas 108 armadilhas de queda em cada área. Para verificar a relação entre as taxocenoses de lagartos e térmitas foi analisado o conteúdo estomacal dos lagartos e, em seguida, foi realizada uma Análise de Correspondência Canônica. Posteriormente realizou-se uma análise de sobreposição de nicho. Para verificar se o mecanismo de defesa dos térmitas influencia o seu padrão de consumo pelos lagartos, realizou-se um experimento onde se ofertou térmitas com diferentes mecanismos de defesa para lagartos de duas linhagens diferentes. Verificou-se que a taxocenose de lagartos não consome os térmitas de acordo com a abundância destes no ecossistema. Além disso, a sobreposição de nicho alimentar não foi menor do que o esperado ao acaso. Verificou-se que o mecanismo de defesa química influencia sim o padrão de consumo dos térmitas pelos lagartos. Esses resultados não corroboram as premissas que alicerçam a hipótese de Morton & James (1988) e indicam que os lagartos não selecionam os térmitas a serem consumidos devido à sua abundância, mas, sim, de modo a evitar térmitas que exibissem mecanismos de defesa química. A presença desse mecanismo de defesa, porém, parece não ser a única explicação para o padrão de consumo dos térmitas pelos lagartos.

Mots clés : Coexistência ; Estratégias de forrageamento ; Isoptera ; Região neotropical ; Semiárido. ; Coexistence ; Foraging strategies ; Isoptera ; Neotropical region ; Semiarid.

Présentation

Version intégrale (0,37 Mb)

Page publiée le 10 avril 2015, mise à jour le 25 mars 2019