Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2013 → Mineração de dados climáticos para análise de eventos extremos de precipitação

Universidade Estadual de Campinas (2013)

Mineração de dados climáticos para análise de eventos extremos de precipitação

DOURADO, Camila da Silva

Titre : Mineração de dados climáticos para análise de eventos extremos de precipitação

Mining climatic data for analysis of extreme precipitation events

Auteur : DOURADO, Camila da Silva

Université de soutenance : Universidade Estadual de Campinas

Grade : Mestra em Engenharia Agrícola 2013

Résumé
O conhecimento das condições climáticas, identificando regiões com maiores riscos de ocorrências de eventos extremos, que possam impactar os diversos setores socioeconômicos e ambientais, tornou-se um grande desafio. No Brasil as maiores ocorrências de eventos extremos estão relacionadas aos fenômenos hidrológicos. Em particular, o estado da Bahia apresenta alta variabilidade temporal e espacial no clima, desde áreas consideradas áridas ou com risco de aridização (ao Norte) a regiões com clima úmido na faixa litorânea. O estado tem sido alvo nesses últimos anos de diferentes eventos extremos de chuva, com enchentes em algumas áreas e secas severas em outras. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi utilizar técnicas de mineração de dados para analisar a frequência das ocorrências dos eventos extremos de precipitação durante o período de 1981 a 2010 no estado da Bahia, com o propósito de subsidiar a tomada de decisão referente a ações preventivas e mitigadoras dos impactos socioeconômico e ambientais. Para isto, foram utilizados dados climáticos de precipitação fornecidos pelo Sistema de Informações Hidrológicas da Agência Nacional de Águas. Aplicando-se a tarefa de agrupamento (clusterização), por meio do algoritmo k-means, as séries históricas de dados climáticos foram agrupadas em cinco zonas pluviometricamente homogêneas. Posteriormente, foram realizadas análises em diferentes escalas temporais (anual, mensal e diária) identificando através da Técnica dos Quantis limiares superiores e inferiores de intensidade de chuva em cada região homogênea, para cada escala temporal. Na escala mensal, foram identificados padrões sequenciais das ocorrências dos eventos extremos positivos e negativos ao longo dos trinta anos. Os resultados reforçam a potencialidade da técnica de mineração de dados em agrupar zonas homogêneas por similaridade pluvial, com o uso do algoritmo k-means. Revelam ainda, para todas as escalas temporais utilizadas, uma alta variabilidade pluviométrica. Os anos registrados com maior ocorrência de eventos extremos negativos estão na década de 90 e os anos registrados com mais eventos extremos positivos na década de 2000

Mots clés  : Precipitation (Meteorology) ; Zones climate ; Rainfall ; Sequential processing — Precipitação (Meteorologia) ; Zonas climaticas ; Chuvas ; Processamento sequencial (Computação) ;

Présentation

Version intégrale (21 Mb)

Page publiée le 20 décembre 2015, mise à jour le 14 mars 2019