Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2011 → Superando o estigma da seca a partir de estrategias de convivencia com o semiarido : o modelo da comunidade de Sussui, Quixada, Ceara

Universidade Federal do Ceara (2011)

Superando o estigma da seca a partir de estrategias de convivencia com o semiarido : o modelo da comunidade de Sussui, Quixada, Ceara

TORQUATO, Renata Ribeiro

Titre : Superando o estigma da seca a partir de estrategias de convivencia com o semiarido : o modelo da comunidade de Sussui, Quixada, Ceara

Auteur : TORQUATO, Renata Ribeiro

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceara

Grade : Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente 2011

Résumé
Este trabalho tem como objetivo investigar as inúmeras estratégias de convivência com o semiárido, tendo como base a História Ambiental, a Permacultura, os princípios da Agroecologia e as práticas da Educação Ambiental em um processo participativo de troca de saberes. O estudo de caso foi realizado na comunidade de Sussuí, uma localidade do Sertão Central do Ceará, onde se desenvolve o Projeto de Integração Comunitária com o apoio do Instituto Nordeste Cidadania – INEC e parceria do Núcleo de Estudos e Práticas Permaculturais do Semiárido - NEPPSA. A problemática da seca é reavaliada neste estudo a partir de um novo olhar que busca conviver com as peculiaridades e potencialidades da região. O problema das secas não começa com a falta de água e nem termina com a chegada da estação chuvosa. Não é oriundo simplesmente da perda da produção agrícola por escassez, ausência ou irregularidade de chuvas. Fundamentalmente, a seca tem conotação direta com crises periódicas que afetam a economia agropecuária por inadaptação das lavouras produzidas com as condições de potencialidades e de limitações dos recursos naturais. Além desses, outros fatores podem agravar como, as mudanças climáticas e o manejo inadequado dos recursos naturais, contribuindo ao agravamento significativo das consequências resultantes da seca. A permacultura, a agroecologia e a educação ambiental trabalham dentro da perspectiva de convivência com o semiárido, através de práticas e manejos alternativos que respeitam o meio ambiente e otimizam o uso dos recursos naturais além de orientarem a população a desenvolver uma nova forma de lidar com as peculiaridades de uma região sujeita à irregularidade de chuvas.

Mots clés  : Seca, convivÃncia, histÃria ambiental, permacultura, educaÃÃo ambiental. ; Drought, acquaintanceship, environmental history, permaculture, environmental education ; Secas ; RegiÃes semiÃridas ; EducaÃÃo ambiental ; Ecologia agrÃcola ; DesertificaÃÃo

Présentation

Version intégrale

Page publiée le 18 décembre 2015, mise à jour le 12 mars 2019