Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Desenvolvimento de modelos de disponibilidade de fitomassa aérea para formações campestres naturais a partir de dados espectrais orbitais e aerometeorológicos

Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (INPE) (2004)

Desenvolvimento de modelos de disponibilidade de fitomassa aérea para formações campestres naturais a partir de dados espectrais orbitais e aerometeorológicos

Fonseca Eliana Lima da

Titre : Desenvolvimento de modelos de disponibilidade de fitomassa aérea para formações campestres naturais a partir de dados espectrais orbitais e aerometeorológicos

Auteur : Eliana Lima da Fonseca

Université de soutenance : Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (INPE)

Grade : Tese de Doutorado 2004

Résumé
Os modelos de produtividade vegetal, relacionando informações espectrais, parâmetros agrometeorológicos e características do dossel, visam inferir sobre as propriedades biofísicas da cobertura vegetal, levando em consideração os fatores que afetam o seu crescimento e desenvolvimento, sem a necessidade de avaliações constantes em campo. Esta integração de dados permite um melhor uso das informações que as imagens de satélite fornecem, em nível espectral, temporal e espacial para o monitoramento quantitativo da vegetação. Neste sentido, o presente trabalho tem por objetivo desenvolver um modelo de estimativa da disponibilidade de fitomassa aérea para formações campestres naturais, integrando dados espectrais orbitais e dados agrometeorológicos em um modelo agrometeorológico-espectral, baseado na hipótese da existência de relações entre a produção de fitomassa e as propriedades espectrais do dossel e nas relações entre o acúmulo de biomassa vegetal e os fatores agrometeorológicos. Com base na análise das relações entre o conjunto de dados espectrais (obtidos a partir das imagens de satélite), a disponibilidade de fitomassa aérea (medida em campo) e as variáveis agrometeorológicas do período de coleta de dados, foi desenvolvido o modelo JONG, um modelo agrometeorológico-espectral para estimativa da produção de fitomassa aérea ou disponibilidade de forragem, que foi parametrizado para uma unidade homogênea do bioma Campos Sulinos. A partir do submodelo agrometeorológico foi estimado o crescimento da vegetação utilizando as variáveis agrometeorológicas radiação fotossinteticamente ativa incidente, evapotranspiração potencial e evapotranspiração real. Pelo submodelo espectral foi estimada a condição inicial da vegetação, sendo que as variáveis espectrais que melhor representaram a disponibilidade inicial de forragem foram a reflectância das bandas ETM+7 e ETM+3 e a componente Wetness da transformação Tasseled Cap. As estimativas feitas a partir do modelo desenvolvido foram espacializadas sobre a área de estudos, permitindo visualizar a aplicabilidade e a sensibilidade do modelo JONG em escala local, para diferentes condições climáticas. Foi analisado também a integração dos dados de radiação solar incidente de ondas curtas previstos pelo modelo Eta-CPTEC em modelos de estimativa do crescimento vegetal, verificando a possibilidade de utilização destes dados em modelos desta natureza.

Présentation

Version intégrale

Page publiée le 13 mars 2008, mise à jour le 5 juillet 2017