Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2012 → Hipótese da aparência na dinâmica do uso de plantas medicinais na Floresta Nacional do Araripe (Ceará, Nordeste do Brasil)

Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRP) 2012

Hipótese da aparência na dinâmica do uso de plantas medicinais na Floresta Nacional do Araripe (Ceará, Nordeste do Brasil)

BALCAZAR, Alejandro Lozano

Titre : Hipótese da aparência na dinâmica do uso de plantas medicinais na Floresta Nacional do Araripe (Ceará, Nordeste do Brasil)

Auteur : BALCAZAR, Alejandro Lozano

Université de soutenance : Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRP)

Grade : Mestre 2012

Résumé
Esta pesquisa foi baseada na análise de uma farmacopéia sob a ótica da hipótese da aparência. Esta hipótese divide as plantas em aparentes e não aparentes, sendo, simplificadamente, as primeiras lenhosas perenes e as segundas herbáceas de ciclo de vida curto. A hipótese da aparência, quando virada para a etnobotánica, propõe uma relação positiva entre a disponibilidade das espécies (usualmente medida por parâmetros fitossociológicos) e o seu valor de uso para as pessoas (calculado por meio de informações etnobotânicas). Na comunidade de Caçimbas, povoado que utiliza recursos vegetais no cerrado da Floresta Nacional do Araripe (FLONA-Araripe) estado do Ceará, foram utilizadas entrevistas semiestruturadas para obter o inventário das plantas medicinais, seu local de coleta, doenças para as que são indicadas, e calcular seu valor de uso, valor comercial e importância prática. Durante coletas botânicas foi definido o hábito das plantas e também foram caracterizadas em lenhosas e não lenhosas. O hábito herbáceo e as lenhosas tiveram a maior riqueza de etnoespécies, as não lenhosas herbáceas são as de maior valor prático, e as zonas antropogênicas resultaram ser a principal fonte de plantas medicinais ; ervas e árvores resultaram igualmente versáteis no tratamento de doenças e não se diferenciaram quanto ao valor de uso. As árvores se destacaram como as de maior importância comercial. Além disso, duas parcelas de vegetação foram realizadas na FLONA para testar a relação entre parâmetros fitossociológicos e o valor de uso e valor comercial das plantas medicinais. O valor de uso e valor comercial não se correlacionaram com a abundancia, freqüência e índice de valor de importância ecológico das plantas medicinais. O presente estudo fornece informação para o desenvolvimento do plano de manejo da Floresta Nacional do Araripe (FLONA-Araripe) indicando como é a dinâmica de uso de plantas medicinais por uma comunidade adjacente, e possibilitando a análise do papel da FLONA no valor cultural e importância prática e comercial das plantas medicinais. Esta pesquisa fornece dados sobre o uso de plantas medicinais no semiárido brasileiro, aportando com informações sobre a aplicação da hipótese da aparência na compreensão da dinâmica de uso desses recursos.

Mots Clés : Florestas tropicais secas Etnobotânica Plantas medicinais Floresta Nacional do Araripe Ethnobotany Medicinal plants

Présentation

Version intégrale

Page publiée le 29 août 2017, mise à jour le 21 février 2019