Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → Efeitos da pluviosidade e disponibilidade de alimento na reprodução de aves em uma floresta seca neotropial

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) 2017

Efeitos da pluviosidade e disponibilidade de alimento na reprodução de aves em uma floresta seca neotropial

Santos, Kamila Barbosa dos

Titre : Efeitos da pluviosidade e disponibilidade de alimento na reprodução de aves em uma floresta seca neotropial

Auteur : Santos, Kamila Barbosa dos

Université de soutenance : Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)

Grade : Mestrado em Ecologia e Conservação 2017

Résumé
As flutuações sazonais nas chuvas e disponibilidade de alimento são consideradas os principais estímulos desencadeadores da reprodução nas aves de ambientes semiáridos e áridos. Neste estudo avaliamos a relação entre as chuvas, disponibilidade de alimento e período reprodutivo de aves insetívoras em uma floresta seca neotropical. Coletamos os dados no período de outubro de 2015 a outubro de 2016. Capturamos as aves com redes de neblina a cada 14 dias para obter os dados reprodutivos. Para a coleta de artrópodes utilizamos três tipos de armadilhas, janela, queda e aparelho de sucção. O pico de aumento no número de artrópodes das armadilhas de janela e da sucção ocorreu 28 dias antes do pico de chuva. Nas armadilhas de queda o número de indivíduos teve seu pico de abundância no período seco, 112 dias antes do pico de chuva, depois disso declinou e permaneceu oscilando em baixa densidade. A amostragem da biomassa manteve o mesmo padrão que a contagem de indivíduos. Não houve correlação significativa entre o número de artrópodes e a precipitação acumulada de 14 dias, porém esta correlação ocorreu quando considerada a biomassa das armadilhas de janela e sucção. Houve correlação significativa entre a porcentagem de indivíduos reproduzindo e a precipitação acumulada de 14 dias, no entanto, esta correlação não foi detectada entre a precipitação e abundância de artrópodes. A hipótese sobre relação entre a sazonalidade na disponibilidade de alimento e período de incubação e cuidado dos filhotes, não foi validada. Apesar disto, a coincidência entre o maior pico de abundância de alimento e pico de registros de placa, considerando um time lag na relação, indica ter havido alguma relação da abundância de artrópodes com o período de engorda das aves e posterior investimento em reprodução pelos adultos. Além disto, a ausência de relação entre artrópodes e placas e a constatada relação entre chuvas e placas indicou que esta última não foi totalmente mediada pela abundância de artrópodes. Outros mediadores como a cobertura vegetal, a qual atua na proteção dos ninhos, e a própria redução no estresse hídrico, que favorece a produção dos ovos, podem ter sido responsáveis pela ligação entre chuvas e reprodução

Mots clés : Artrópodes Chuva Insetos Reprodução

Présentation

Version intégrale (1,89 Mb)

Page publiée le 13 septembre 2018