Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Qualidade do solo em área vulnerável à desertificação no semiárido pernambucano

Universidade Federal de Pernambuco (2016)

Qualidade do solo em área vulnerável à desertificação no semiárido pernambucano

BARBOSA NETO, Manuella Vieira

Titre : Qualidade do solo em área vulnerável à desertificação no semiárido pernambucano

Auteur : BARBOSA NETO, Manuella Vieira

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Doutorado - Geografia 2016

Résumé
A degradação da terra é uma das principais causas da desertificação. Entre seus principais atributos estão a erosão e a deterioração das propriedades física, química e biológica dos solos. Este trabalho busca analisar a degradação dos solos em área vulnerável à desertificação e seus efeitos em atributos físico-hídricos e no carbono orgânico de solos de uma área do semiárido pernambucano. Mapearam-se o uso da terra, as classes de erosão e a variação espaço temporal da cobertura vegetal. Realizaram-se medições da erosão laminar e linear in situ. Coletaram-se amostras de Planossolos, Luvissolos e Neossolos Litólicos nas camadas de 0-10 e 10-20 cm e nelas se determinaram atributos físicos e o carbono orgânico. Para Luvissolos e Planossolos, também se elaboraram as curvas de retenção da água. Analisaramse os resultados estatisticamente por meio de testes de variância, análise dos componentes principais (ACP), agrupamento e discriminante. A redução da cobertura vegetal estimada é indicativa do processo de degradação na área, que apresenta processos erosivos bem avançados. As concentrações de carbono orgânico e do estoque de carbono das áreas degradadas foram bem inferiores aos da área conservada, sendo esses atributos importantes indicadores da qualidade desses solos. Os solos das áreas degradadas apresentaram alto quantitativo de areia, baixa estabilidade de agregados, porosidade total, condutividade hidráulica, umidades na capacidade de campo e ponto de murcha e elevada densidade do solo. Com a ACP, identificaram-se as variáveis mais significativas na avaliação da qualidade dos solos nas condições estudadas : o diâmetro médio ponderado dos agregados foi significante para os três solos ; a porosidade total e as umidades na capacidade de campo e ponto de murcha tiveram alta importância para os Planossolos e Luvissolos ; macro e microporosidade e condutividade hidráulica foram importantes para os Planossolos ; areia, argila total, argila dispersa foram significantes para os Luvissolos e Neossolos Litólicos ; enquanto a variável densidade do solo foi mais representativa para os Neossolos Litólicos. O agrupamento utilizando as variáveis indicadas pela ACP indicou a qualidade inferior dos solos das áreas degradadas em relação aos avaliados na área conservada. A discriminante confirmou o resultado do agrupamento, com um acerto de 100%, para todos os solos estudados, nas duas profundidades. As curvas de retenção de água evidenciaram que os processos de degradação afetaram a qualidade física dos solos avaliados em Itacuruba. Esses apresentaram menor umidade volumétrica de saturação e residual e menor valor nos parâmetros de ajuste da curva “n” e “m” em relação aos observados na área conservada.

Mots Clés  : Geografia ; Solo – Uso ; Erosão ; Carbono orgânico ; Solos – Qualidade ; Solos – Atributos físicos ; Curva de retenção de água

Présentation

Version intégrale (5,3 Mb)

Page publiée le 12 février 2020