Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2011 → Desenvolvimento de um sistema para descontaminação microbiológica da água por pasteurização solar

Universidade Federal de Pernambuco (2011)

Desenvolvimento de um sistema para descontaminação microbiológica da água por pasteurização solar

SILVA, Gustavo Carielo da

Titre : Desenvolvimento de um sistema para descontaminação microbiológica da água por pasteurização solar

Auteur : SILVA, Gustavo Carielo da

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares 2011

Résumé
É de notável importância propor soluções para o suprimento de água potável no Nordeste do Brasil, principalmente na região Semiárida, não somente pela escassez, mas por sua falta de qualidade química e biológica. Neste trabalho é descrito um sistema de pasteurização solar automatizado cujos critérios básicos de projeto foram : ausência da produção de trihalometanos ; geração local de energia térmica e elétrica ; preservação do bioma local (a caatinga) ; tecnologia de automação, e finalmente, robustez e baixo custo. As principais características deste sistema residem na sua autonomia energética, na capacidade de promover a descontaminação independente de qualquer turbidez e qualquer pH, no controle do tempo de tratamento e na ausência de contaminação secundária derivada da possível mistura da água contaminada em tratamento. O protótipo construído consiste de um sistema solar térmico para tratamento microbiológico da água com um pequeno sistema fotovoltaico para suprimento de eletricidade, somente para o sistema de controle. A etapa de controle, além de garantir o total confinamento de lotes de água, isolando completamente a água contaminada da massa em tratamento, possui versatilidade de tratamento em função das temperaturas de pasteurização. Este equipamento é capaz de pasteurizar a água por bateladas, em intervalos de tempo pré-programados de acordo com a curva de desativação dos microrganismos. Para verificar a eficácia deste sistema, o mesmo foi submetido a testes de tratamento da água contaminada em cinco temperaturas de pasteurização : 55ºC à 3600 segundos ; 60ºC à 2700 segundos ; 65ºC à 1800 segundos ; 75ºC à 900 segundos e 85ºC à 15 segundos. Análises bacteriológicas quantitativas e qualitativas foram realizadas em laboratório e os resultados obtidos estão de acordo com portaria nº 518 do Ministério da Saúde do Brasil. Antes do tratamento havia um alto nível de contaminação por bactérias do grupo coliformes, inclusive a presença do indicador mais específico de contaminação de organismos patogênicos deste grupo, a Escherichia coli. As análises após os tratamentos, feitas pela técnica do substrato Cromogênico e Fluorogênico, se mostraram totalmente negativas para ambos os microrganismos

Présentation

Version intégrale (3,4 Mb)

Page publiée le 9 mars 2019