Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2009 → Abordagem integrada para manejo da irrigação em região semi-árida : experimentação e modelagem

Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE) 2009

Abordagem integrada para manejo da irrigação em região semi-árida : experimentação e modelagem

SILVA JÚNIOR, José Graciliano da

Titre : Abordagem integrada para manejo da irrigação em região semi-árida : experimentação e modelagem

Auteur : SILVA JÚNIOR, José Graciliano da

Université de soutenance : Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE)

Grade : Mestrado em Engenharia Agrícola 2009

Résumé
No semi-árido brasileiro, a pequena agricultura familiar constitui suporte financeiro a pequenas comunidades pobres, vindo a contribuir para redução do êxodo rural. Entretanto, devido às condições climáticas adversas pela concentração da chuva em alguns meses durante o ano, a irrigação se torna indispensável para o desenvolvimento da agricultura. O objetivo desse trabalho foi de calibrar o modelo SALTMED durante a estação de crescimento do repolho para que o mesmo possa ser utilizado para analisar alternativas de manejo integrado de irrigação em sistemas do semi-árido considerando aspectos dos recursos naturais (solo e água), clima, cultura e sistema de irrigação numa freqüência de rega de 24 horas e validá-lo para os tratamentos com freqüência de 12 e 48 horas em áreas com solo do tipo aluvial de textura média com susceptibilidade à salinização. O experimento foi conduzido em lote irrigado da Fazenda Nossa Senhora do Rosário, município de Pesqueira, Agreste do Estado de Pernambuco. As lâminas de irrigação, para as frequencias de 12, 24 e 48 horas, foram calculadas com base no coeficiente de cultura (Kc) e na evapotranspiração de referência do Tanque Classe A (Eto). Durante o ciclo da cultura foram monitorados os conteúdos de umidade nas profundidades de 20 e 40 cm que foram comparados com valores calculados pelo SALTMED para calibração e validação. Também foi medida a salinidade do solo, para o tratamento com frequência de 24 horas. A produtividade da cultura do repolho foi avaliada para as diferentes frequências.Verificou-se experimentalmente que as três freqüências utilizadas no estudo podem ser utilizadas como alternativa de manejo para redução da salinidade do solo, com destaque para as frequência de 12 e 48 horas. Os resultados também mostraram que o modelo SALTMED respondeu satisfatoriamente na predição dos dados de umidade e de salinidade do solo, para as condições testadas. Portanto o modelo pode ser utilizado para previsão de manejo de irrigação semelhante, de maneira a proporcionar maiores produtividades de culturas olerícolas sensíveis a salinidade, variando lâmina de água, qualidade da água e tipos de sistemas de irrigação.

Présentation

Version intégrale (1,79 Mb)

Page publiée le 11 mars 2019