Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2011 → Variabilidade espacial de atritos físicos e químicos em solos de vale aluvial no semiárido de Pernambuco.

Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE) 2011

Variabilidade espacial de atritos físicos e químicos em solos de vale aluvial no semiárido de Pernambuco.

SANTOS, Karla Silva

Titre : Variabilidade espacial de atritos físicos e químicos em solos de vale aluvial no semiárido de Pernambuco.

Auteur : SANTOS, Karla Silva

Université de soutenance : Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE)

Grade : Mestrado em Ciência do Solo 2011

Résumé
O estudo da condutividade hidráulica do solo assume extrema importância, por ser um parâmetro que mede a facilidade com que os poros do solo transmitem água, fator de grande relevância para o sistema solo-água-planta. Associado a este, outro importante parâmetro físico é a resistência do solo à penetração das raízes, que tem sido amplo objeto de estudo devido a sua influência negativa da qualidade física do solo às culturas. O conhecimento da variação espacial de atributos de solo e de planta pode contribuir para o planejamento e otimização na condução de experimentos, bem como para o planejamento de lavouras comerciais, objetivando a agricultura de precisão. Neste contexto, esta pesquisa buscou investigar a variabilidade espacial de atributos químicos e físicos em solos de um vale aluvial em região semiárida no Estado de Pernambuco. Para isto, foram realizados ensaios com o permeâmetro de Guelph para avaliação da condutividade hidráulica do solo saturado. A avaliação da resistência do solo à penetração das raízes foi determinada com ensaios realizados em amostras não deformadas, no laboratório utilizando o penetrômetro eletrônico. A caracterização física e química do solo se deu por análises de laboratório com amostras deformadas e amostras não deformadas. Dentre os atributos do solo analisados, a condutividade hidráulica do solo saturado foi a que apresentou o maior coeficiente de variação da ordem de 261,02 %. A resistência do solo à penetração das raízes apresentou valores abaixo do considerado como impeditivo ao desenvolvimento das plantas sendo a variabilidade para este parâmetro classificada como média, com coeficiente de variação de 51,68 %. Todos os parâmetros analisados foram submetidos à análise de estatística descritiva e verificação da Normalidade. Adicionalmente, foi realizada análise geoestatística, e foram construídos semivariogramas teóricos para os atributos analisados. O semivariograma para a condutividade hidráulica foi ajustado ao modelo exponencial ; o teor de magnésio ao modelo esférico ; o pH e a acidez potencial ao modelo exponencial ; as percentagens de areia e argila ao modelo gaussiano. A resistência do solo à penetração de raízes, porosidade total, densidade do solo, a matéria orgânica, o potássio, saturação por bases e o cálcio, sódio e PST apresentaram efeito pepita puro.

Présentation

Version intégrale (2,2 Mb)

Page publiée le 10 mars 2019