Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2014 → Cultivo do algodoeiro irrigado com águas salinas de acordo com a fase de desenvolvimento da cultura

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) 2014

Cultivo do algodoeiro irrigado com águas salinas de acordo com a fase de desenvolvimento da cultura

MOTA, Andygley Fernandes

Titre : Cultivo do algodoeiro irrigado com águas salinas de acordo com a fase de desenvolvimento da cultura

Growing the cotton crop with saline water under the phase of development of culture

Auteur : MOTA, Andygley Fernandes.

Université de soutenance : Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)

Grade : Mestrado em Manejo de Solo e água 2014

Résumé
Nos últimos 10 anos, o Brasil passou de importador para exportador de algodão, ocupando a quinta colocação dentre os países que mais produzem algodão no mundo, respondendo por 5,7% da produção mundial. A qualidade da água é um dos fatores que ocasionam efeito negativo no desenvolvimento das culturas e afetam a produção. O presente estudo teve com objetivo avaliar a influência da irrigação com água salina no crescimento, nutrição, produção e qualidade da fibra do algodão colorido (BRS verde), além de alguns atributos químicos do solo. O trabalho foi desenvolvido em condições de campo na Fazenda Experimental Rafael Fernandes, de propriedade da Universidade Federal Rural do Semi-árido UFERSA. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com seis tratamentos e cinco repetições, cujos tratamentos consistiram de seis combinações entre três águas, com níveis de salinidade (S) distintos, alternadas durante os estádios de desenvolvimento da cultura. A água de salinidade S1 usada nas irrigações foi retirada de um poço do aquífero Arenito Açu, a uma profundidade média de 1000 m. A água de salinidade S3 foi preparada mediante a adição, na água S1, de sais para que apresentasse um nível de salinidade aproximado da maioria das fontes de água do aquífero Calcário Jandaíra. E a água de salinidade S2, proveniente da mistura de volumes iguais das águas S1 e S3, sendo as Condutividades Elétricas, 0,55 ; 2,16 e 3,53 dS m-1, respectivamente, das três águas. A cultivar BRS verde sofreu redução em seus parâmetros de crescimento, porém a produção não diferiu estatisticamente entre os tratamentos. Mesmo assim uso de água de alta salinidade (3,5 dS m-1) ao longo de todo o ciclo da cultura pode ser viável, de acordo com as condições de realização do estudo. O uso de águas de qualidade inferior pode ser uma alternativa para produtores, possibilitando uma redução no consumo de águas de melhor qualidade

Mots Clés  : Gossypium hirsutum L. Water Quality Salinity Gossypium hirsutum L. Qualidade da água Salinidade

Présentation

Version intégrale (1,0 Mb)

Page publiée le 12 mars 2019