Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2009 → Evapotranspiração, coeficiente de cultura e produção do melão Gália irrigado com água de diferentes salinidades

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) 2009

Evapotranspiração, coeficiente de cultura e produção do melão Gália irrigado com água de diferentes salinidades

MELO, Talyana Kadja de.

Titre : Evapotranspiração, coeficiente de cultura e produção do melão Gália irrigado com água de diferentes salinidades

Evapotranspiration, crop coefficient of Gália melon and production irrigated with different salinity water

Auteur : MELO, Talyana Kadja de.

Université de soutenance : Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)

Grade : Mestrado em Irrigação e Drenagem 2009

Résumé
A irrigação se torna uma prática de grande importância quando se trata da região Nordeste, devido à má distribuição de chuvas, passando a ser a principal alternativa racional de exploração das culturas agrícolas, principalmente na área do Pólo Agrícola Mossoró-Açu/RN, onde a maior demanda por água para irrigação tem obrigado os agricultores a utilizarem águas com salinidade mais elevada, sendo que sua utilização fica condicionada à tolerância das culturas à salinidade e ao manejo da irrigação. Por outro lado, num projeto bem como no manejo da irrigação, a evapotranspiração da cultura (ETc) é a variável mais importante, podendo ser medida diretamente por meio de lisímetros. No entanto, na ausência de equipamentos de medidas de evapotranspiração da cultura, os produtores, muitas vezes, utilizam-se de estimativas baseadas na evapotranspiração de referência (ETo) e no coeficiente de cultura (Kc). Diante do exposto, o presente trabalho teve por objetivo determinar a evapotranspiração e o coeficiente de cultura, utilizando-se água de irrigação de diferentes salinidades, bem como verificar seus efeitos sobre a produção da cultura. Para tanto, foi realizado um experimento na Fazenda Experimental Rafael Fernandes, pertencente à Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no distrito de Alagoinha, situada à 20 km de Mossoró-RN, com a cultura do melão tipo Gália, em uma área de 0,24 ha. Os níveis de salinidade da água de irrigação foram de S1=0,65, S2=1,65, S3=2,83, S4=3,06 e S5=4,73 dS m-1. O experimento constou de quatro blocos ao acaso, cada um dividido nos cinco níveis de salinidade e três níveis de nitrogênio subdivididos em cada parcela de salinidade (N1 : 46,7, N2 : 93,4 e N3 : 140 kg ha-1). Para estimativa da ETo foi utilizada a equação de Penman- Monteith parametrizada pela FAO. Os dados meteorológicos necessários para a estimativa da ETo foram coletados por uma estação agrometeorológica automática, instalada na área experimental. A ETc foi medida por quatro lisímetros de pesagem, de área 2,25 m2, que encontravam-se instalados nos blocos 1 e 2, nos níveis de salinidade S1 e S5. Os resultados mostraram que a ETc diminuiu entre a água de irrigação S1 e S5 onde a evapotranspiração total durante o ciclo foi de 204,5 e 172,4 mm, respectivamente. Quanto aos Kc s verificaramse os valores médios nos estádios fenológicos I, II, III e IV, de 0,08, 0,44, 1,06 e 0,88 para o tratamento S1 e 0,07, 0,54, 0,75 e 0,60 para o S5, mostrando que os Kc s obtidos para o nível S1 foram sempre maiores que os Kc s obtidos para o nível S5, excetuando-se a fase II. Quanto à produção da cultura, verificou-se efeito da salinidade da água em todos os componentes de produção avaliados. As produtividades comercial e total tiveram reduções de 4,07 e 3,16 Mg ha 1, respectivamente, por acréscimo de 1 dS m-1 de salinidade na água de irrigação.

Présentation

Version intégrale (8,0 Mb)

Page publiée le 6 mai 2019