Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2018 → Qualidade física de um latossolo em diferentes sistemas agrícolas no cerrado de baixa altitude

Universidade Estadual Paulista (UNESP) 2018

Qualidade física de um latossolo em diferentes sistemas agrícolas no cerrado de baixa altitude

Pereira, Diego dos Santos

Titre : Qualidade física de um latossolo em diferentes sistemas agrícolas no cerrado de baixa altitude

Physical quality of an oxisol in different agricultural systems in the savannah of low altitude

Auteur : Pereira, Diego dos Santos

Université de soutenance : Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Grade : Mestre em Agronomia. Especialidade : Sistemas de Produção. 2018

Résumé
A utilização de áreas de florestas nativas na região do Cerrado, convertidas para a produção agrícola e florestal, tem provocado efeitos sobre a qualidade física dos solos (QFS). Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar a influência da ocupação de espécies florestais em comparação com uma área de Mata Ciliar (Reflorestada), implantados há 30 anos, sobre a qualidade física de um Latossolo Vermelho, na região do Cerrado brasileiro. A pesquisa foi desenvolvida no município de Selvíria-MS, durante o ano agrícola de 2016/17. Os tratamentos corresponderam a três áreas (Eucalyptus camaldulensis, Pinus caribaea var. hondurensis e Mata Ciliar reflorestada). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com três tratamentos, e vinte e cinco repetições. A QFS foi avaliada em quatro profundidades (0,00-0,10 ; 0,10-0,20 ; 0,20-0,30 e 0,30-0,40 m), utilizando dez atributos físicos do solo : macroporosidade (Ma), microporosidade (Mi), porosidade total calculada (PTc), porosidade total determinada (PTd), densidade no solo (DS), densidade da partícula (DP), resistência mecânica à penetração (RP), umidade gravimétrica (UG), umidade volumétrica (UV) e a granulometria do solo (areia, silte e argila). Os tratamentos influenciaram à QFS, alterando a DS, Mi, Ma, UG, RP e UV. A área de Eucalyptus Camaldulensis foi a que apresentou a melhor QFS, em comparação com a Mata Ciliar

Présentation

Version intégrale (1,54 Mb)

Page publiée le 21 mars 2019