Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → Calibração dos parâmetros de solo sob condições semiáridas no modelo hidrológico DiCaSM

Universidade Federal do Ceará (2017)

Calibração dos parâmetros de solo sob condições semiáridas no modelo hidrológico DiCaSM

TEIXEIRA, David Bruno de Sousa

Titre : Calibração dos parâmetros de solo sob condições semiáridas no modelo hidrológico DiCaSM

Calibration of soil parameters under semiarid conditions in the DiCaSM hydrological model

Auteur : TEIXEIRA, David Bruno de Sousa

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Engenheiro Agrônomo. 2017

Résumé
Os solos se constituem como um importante componente na manutenção do ciclo hidrológico, sendo um compartimento que permite tanto a circulação como o armazenamento da água ao longo do seu perfil. A dinâmica hidrológica nos solos do semiárido brasileiro é influenciada fortemente pelos diferenciados padrões pluviométricos dessas regiões que, concomitante à diversidade vegetacional e à alta capacidade de resposta destas às chuvas, caracterizam um sistema ambiental heterogêneo. Nesse contexto, os modelos hidrológicos têm se caracterizado como eficientes ferramentas para uma melhor gestão dos recursos hídricos em bacias do semiárido, principalmente por facilitar a compreensão dos processos hidro-ambientais que interferem na disponibilidade hídricas desses sistemas. Diante disso, este trabalho objetivou avaliar a resposta do modelo hidrológico DiCaSM à calibração dos parâmetros de solo obtidos a partir de analises físico-químicas e equações de pedotransferência, em relação ao conteúdo de água no solo na camada 0-20 cm e na camada das raízes. Para isso, coletaram-se amostras de solos deformadas em diferentes profundidades em cada uma das três associações entre solo e vegetação (SVAs), SVA1, SVA2 e SVA3, presentes na Bacia Experimental de Aiuaba (BEA). Após a análise das frações granulométricas e dos teores de matéria orgânica, utilizaram-se equações de pedotransferência para a obtenção dos parâmetros de solo utilizados no processo de calibração do modelo. A validação do mesmo foi feita a partir de dados de umidade do solo medidas em campo por sensor TDR e pelos modelados, aplicando o coeficiente de eficiência de Nash-Sutcliffe (NSE). Os resultados das análises físico-químicas evidenciaram o diferenciado padrão edáfico das três SVAs avaliadas, destacando os solos da SVA1 e SVA3 como os de maior teor de silte e areia, respectivamente. Os valores de matéria orgânica obtidos apresentaram comportamento semelhante nas três associações, decrescendo com a profundidade, sendo os maiores teores observados nos solos da SVA2. Em relação à resposta do modelo à calibração realizada, os maiores valores de NSE foram obtidos ao avaliar o conteúdo de água no solo da camada de 0-20 cm em detrimento da camada das raízes, principalmente para a SVA1. O uso da equação de Philip promoveu uma melhor correlação dos dados medidos e modelados se comparados com obtidos a partir da equação de Green-Ampt. Considerando-se a dispersão dos dados obtidos, a maior concentração de água disponível às plantas foi observada na camada superficial (0-20 cm) da área de Luvissolos. Desta forma, o modelo hidrológico DiCaSM respondeu positivamente à calibração dos parâmetros de solo para a maioria dos cenários avaliados, permitindo maior compreensão da dinâmica dos processos hidrológicos envolvidos na camada litológica de uma bacia semiárida.

Présentation

Version intégrale (6,6 Mb)

Page publiée le 15 mars 2019