Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Proposta de índice de estado trófico em reservatórios do semiárido a partir de dados da bacia do Banabuiú, estado do Ceará

Universidade Federal do Ceará (2016)

Proposta de índice de estado trófico em reservatórios do semiárido a partir de dados da bacia do Banabuiú, estado do Ceará

Rolim, Hosineide de Oliveira

Titre : Proposta de índice de estado trófico em reservatórios do semiárido a partir de dados da bacia do Banabuiú, estado do Ceará

Proposal of an index of trophic status in semiarid reservoirs from data from the basin of banabuiú, state of Ceará

Auteur : Rolim, Hosineide de Oliveira

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Doutorado em Engenharia Civil : Saneamento Ambiental 2016

Résumé
Os reservatórios construídos na região nordeste são ambientes relativamente rasos e de grandes espelhos d’água, altamente vulneráveis à ação dinâmica do vento e às oscilações climáticas. Esses ambientes tendem a receber uma elevada carga de nutrientes e sedimentos em suspensão, uma vez que desde sua área de drenagem escoa as águas das chuvas concentradas em poucos meses do ano, o que favorece processos erosivos do solo e os torna vulneráveis ao fenômeno da eutrofização. No Ceará, especificamente na região do Médio e Baixo Jaguaribe, constatou que a maior parte da população não dispõe de rede pública de esgotos, detectando-se o uso de fossas e despejo das águas residuárias em valas e rios, o que contribui para a degradação da qualidade ambiental destes reservatórios. O presente trabalho teve como objetivo desenvolver um Índice de Estado Trófico que simule o impacto cumulativo em 18 reservatórios da bacia hidrográfica do Banabuiú, localizada no semiárido cearense. Foram analisadas variáveis físicas (temperatura, transparência e turbidez), químicas (oxigênio dissolvido, pH e fósforo total) e biológica (clorofila a) como indicadoras da qualidade da água dos reservatórios. Os dados utilizados neste trabalho foram disponibilizados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (COGERH), nos anos compreendidos entre 2010 e 2013. Foi desenvolvido uma adaptação para classificação trófica (IETSA), incorporando as três variáveis mais relevantes para avaliação trófica de reservatórios, Fósforo Total, Clorofila a e Transparência. Para interpretar o conjunto de dados foram utilizadas técnicas de estatística multivariada como Análise de Agrupamento Hierárquico (AAH) e Análise Fatorial/Análise de Componentes Principais (PCA). A semelhança dos reservatórios da bacia do Banabuiú, em relação à eutrofização das águas deu origem a três grupos distintos, sendo os grupos I, II e III compostos por, nove, quatro e cinco reservatórios, respectivamente. A partir do cálculo dos valores mínimos e máximos e percentis dos parâmetros correlacionados, estabeleceu-se quatro classes de níveis tróficos e observou-se que os reservatórios inseridos no grupo I, apresentaram classificação trófica predominantemente entre oligotrófico (54,7%), mesotrófico (30,2%), os do grupo II, eutrófico (44,4%) e hipereutrófico (33,3%) e os que compõem o grupo III, eutrófico (39,1%) e hipereutrófico (60,9%). O IETSA, apresentou uma metodologia simples e de fácil interpretação dos dados, fundamentada na qualidade das águas dos reservatórios localizados no semiárido cearense. Logo a sua utilização pode contribuir para redução dos erros na inferência do estado trófico de reservatórios dessa região e deve ser visto como um indicativo para estudos mais aprofundados.

Présentation

Version intégrale (3,7 Mb)

Page publiée le 16 mars 2019