Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Recuperação de áreas degradas no semiárido com tamboril usando diferentes técnicas de manejo

Universidade Federal do Ceará (2016)

Recuperação de áreas degradas no semiárido com tamboril usando diferentes técnicas de manejo

PONTES FILHO, Roberto.

Titre : Recuperação de áreas degradas no semiárido com tamboril usando diferentes técnicas de manejo

Auteur : PONTES FILHO, Roberto.

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Doutorado em Ciência do Sol 2016

Résumé
Os hidrogéis (compostos de poliacrilamida - PAM) e a bagana de carnaúba têm sido indicados para uso na agricultura como condicionadores de solo, pois, hidrogéis podem absorver grandes quantidades de água, elevando a retenção desta pelo solo, e a bagana de carnaúba em cobertura reduz a perda da água armazenada. Em função disso, ambos têm seu uso proposto para a revegetação de áreas degradadas. Portanto, hipotetiza-se que a utilização de hidrogel associado à bagana de carnaúba beneficia o estabelecimento do tamboril [Enterolobium contortisilliquum (Vell.) Morong] e pode melhorar a qualidade de solos degradados no semiárido. Ante isso, objetivou-se determinar a dose de hidrogel mais adequada para o estabelecimento do tamboril em dois ambientes distintos ; a eficiência da associação de doses de hidrogel com e sem adição da bagana de carnaúba e os efeitos da combinação hidrogelbagana na estrutura do solo e frações do carbono orgânico. Para tanto, foram realizados dois experimentos, sendo o primeiro composto pelo plantio de mudas de tamboril em vasos de 24 kg. Neste utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em parcela subdividida, sendo as parcelas formadas por dois ambientes de luminosidade distintos : sol pleno e com redução de 50% da luminosidade e as subparcelas por dez doses de hidrogel : 0,0 ; 2,0 ; 2,5 ; 3,0 ; 3,5 ; 4,0 ; 4,5 ; 5,0 ; 5,5 e 6,0 g L-1. O segundo foi conduzido em campo, num Planossolo Háplico degradado do município de Ibaretama, estado do Ceará. O delineamento utilizado foi em blocos ao acaso, em arranjo fatorial 2 X 4 com cinco repetições. Os tratamentos foram com e sem adição de bagana de carnaúba em cobertura e quatro doses de hidrogel (0,0 ; 4,0 ; 5,0 e 6,0 g L-1). Determinou-se, ao final do experimento 1, a altura, o diâmetro, o comprimento e diâmetro da raiz e determinou-se a matéria seca da parte aérea, da raiz e os teores de solutos orgânicos. Ao longo do experimento 2, avaliou-se também a biometria por meio da altura e diâmetro do coleto das plantas ; a sobrevivência das mudas ; o potencial hídrico foliar e o potencial mátrico do solo, e atributos físico-químicos do solo : densidade, porosidade, estabilidade dos agregados e o fracionamento físico da matéria orgânica. Constatou-se que a aplicação de hidrogel a partir da dose de 3,0 g L-1 incrementa o crescimento e a matéria seca do tamboril, sobretudo na condição de sombreamento. Em campo concluiu-se que o melhor desenvolvimento do tamboril foi conseguido com a associação da bagana de carnaúba e hidrogel, sobretudo nas doses 4,0 e 5,0 g L-1 por planta, uma vez que essas melhoram a retenção da água no solo, o suprimento hídrico, consequentemente, o crescimento em altura e diâmetro do tamboril cultivado em área degradada do semiárido.

Présentation

Version intégrale (5,5 Mb)

Page publiée le 16 mars 2019