Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2014 → Análise ambiental da bacia hidrográfica do Rio São Nicolau (semiárido piauiense) a partir do diagnóstico físico- conservacionista- DFC

Universidade Federal do Ceará (2014)

Análise ambiental da bacia hidrográfica do Rio São Nicolau (semiárido piauiense) a partir do diagnóstico físico- conservacionista- DFC

SANTIAGO, Cristiane Maria Cordeiro.

Titre : Análise ambiental da bacia hidrográfica do Rio São Nicolau (semiárido piauiense) a partir do diagnóstico físico- conservacionista- DFC

Environmental analysis of basin São Nicolau river(semiarid Piauí) from physical diagnosis conservacionista - PDC

Auteur : SANTIAGO, Cristiane Maria Cordeiro.

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Mestrado em geografia 2014

Résumé
A Bacia Hidrográfica do rio São Nicolau está localizada no Norte do Piauí e cruza o território no sentido E-W até desaguar no rio Sambito afluente do Poti. Engloba cinco municípios do Estado perfazendo uma área de 5.389,8 km2 e vem sendo intensamente ocupada com os mais diversos usos gerando, por vezes, efeitos degradacionais. A área possui grande importância no que tange a manutenção dos recursos hídricos nessa região além de formar paisagens ruiniformes no domínio semiárido. Diante do exposto, objetivou-se realizar a análise ambiental na bacia considerando principalmente a área de aproveitamento desse recurso hídrico, verificando o estado conservacionista que ela apresenta e de que maneira possibilita o desenvolvimento de grande variedade de atividades. Para tanto, utilizou-se da metodologia do Diagnostico Físico Conservacionista (DFC) procedendo com o levantamento bibliográfico e cartográfico, técnicas de geoprocessamento e análise dos parâmetros que compõem a fórmula descritiva final do DFC tais como : Índice de Cobertura Vegetal (ICV), em dois períodos, Índice Climático (IC), Erosividade da Chuva (R), Erodibilidade dos Solos (K), Declividade Média (DM) e Densidade de Drenagem (DD). O resultado do diagnóstico foi expresso na fórmula descritiva a qual mostrou o nível de degradação/conservação em que se encontra a bacia. Observa-se que houve uma diminuição do risco de degradação física nos setores A e B no intervalo de tempo analisado entre 1989 e 2010, em contrapartida, houve aumento do risco no setor C, o qual apresentou índice de 10,54 em 1989 e de 10,92 em 2010. Contudo, a região da bacia que apresentou o maior índice de degradação foi o setor A. O levantamento das características ambientais juntamente com os resultados da análise das formas de uso e cobertura da bacia contribuíram para a compreensão dos resultados alcançados. Assim, observa-se que os níveis de degradação da bacia não se apresentam bastante acentuados, inclusive pelo fato de terem sofrido uma diminuição com o passar dos anos, contudo não foi o que ocorreu no setor C o qual teve maiores modificações em termos de investimentos, atividades e infraestrutura no mesmo intervalo de tempo. Com isso, se faz necessário a realização do adequado planejamento em toda a bacia, de modo especial, no setor C onde apresentou aumento do nível de degradação nos últimos anos. A reorientação na utilização dos recursos e aplicação de medidas de gestão atuantes numa escala maior possibilitaria um manejo mais apropriado e um desenvolvimento voltado a sustentabilidade da região.

Présentation

Version intégrale (11,3 Mb)

Page publiée le 29 mai 2019