Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2013 → Fisiologia, comportamento e produção de leite em genótipos caprinos sob pastejo em modelos de produção irrigados no semiárido brasileiro

Universidade Federal do Ceará (2013)

Fisiologia, comportamento e produção de leite em genótipos caprinos sob pastejo em modelos de produção irrigados no semiárido brasileiro

VIEIRA, Marieta Maria Martins

Titre : Fisiologia, comportamento e produção de leite em genótipos caprinos sob pastejo em modelos de produção irrigados no semiárido brasileiro

Physiology, behavior and milk production at goats genotypes in grazing in production models in irrigation Brazilian Semiarid

Auteur : VIEIRA, Marieta Maria Martins.

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Doutorado em zootecnia 2013

Résumé
Objetivou-se avaliar o impacto do genótipo caprino (Anglo-nubiana e Saanen), tipo de gramínea (capim-tanzânia e capim-tifton 85), manejo da mesma (intensivo, moderado e leve) e época do ano (seca, transição e chuvosa) sobre os parâmetros anatomo-fisiológicos, o comportamento, a produção e as características físico-químicas do leite de cabras mantidas em diferentes modelos de produção em pasto cultivado e irrigado, na região Semiárida do Nordeste Brasileiro. Foram utilizadas trinta e seis cabras, que duas vezes por semana (manhã ou tarde) tiveram coletados os seus dados fisiológicos (temperatura do pelame, temperatura retal, frequência respiratória, frequência cardíaca e taxa de sudorese). Foram feitas três coletas do pelame dos animais (espessura da capa do pelame, comprimento, densidade e diâmetro dos pêlos). As variáveis ambientais foram registradas para o cálculo do Índice Entalpia de Conforto dos animais. Foram realizadas análises do hemograma, assim como dosagens de cortisol, triiodotironina e tiroxina. Estas cabras ainda tiveram seu comportamento avaliado durante duas vezes por época do ano e também tiveram coletados os seus dados de produção e características físico-químicas do leite durante três vezes por semana. Os dados foram expressos em média e erro padrão e avaliados por ANOVA, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey (P<0,05). A produção de leite foi analisada por meio de regressão ao longo da lactação. Observou-se que na época de transição (manhã e tarde) e chuvosa (tarde) os valores de temperatura e umidade foram determinantes para manterem os caprinos fora da zona de conforto térmico. A temperatura do pelame foi maior para a Anglo-nubiana (36,7 °C) ; enquanto que a frequência respiratória (73,6 resp.min-1) e cardíaca (93,0 bat.min-1), comprimento (1,85 cm) e diâmetro dos pêlos (0,048 μm) foram mais elevadas para a Saanen, podendo indicar condição de aclimatização ou adaptação das mesmas. O comportamento ingestivo foi alterado com a época do ano. Quanto à produção de leite, a Anglo-nubiana produz melhor em pastagem de capim-tifton 85 sob manejo intensivo ou em capim-tanzânia sob manejo moderado ou leve. Já a Saanen produz melhor em pastagem de capim-tanzânia sob manejo intensivo ou em capim-tifton 85 sob manejo moderado ou leve. As demais avaliações se mantiveram dentro dos limites considerados normais. Conclui-se que cabras leiteiras em ambiente semiárido conseguem manter sua homeotermia e produção de leite com características físico-químicas adequadas.

Présentation

Version intégrale (1,64 Mb)

Page publiée le 18 mars 2019