Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Estudo isotópico e hidroquímico das águas superficiais e subterrâneas no semi-árido cearense em área de preservação ecológica no município de Aiuaba

Universidade Federal do Ceará (2006)

Estudo isotópico e hidroquímico das águas superficiais e subterrâneas no semi-árido cearense em área de preservação ecológica no município de Aiuaba

PEREIRA, Lucilene

Titre : Estudo isotópico e hidroquímico das águas superficiais e subterrâneas no semi-árido cearense em área de preservação ecológica no município de Aiuaba

Auteur : PEREIRA, Lucilene

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Doutorado em Física) 2006

Résumé
Águas superficiais em pequenos açudes e águas subterrâneas de cacimbas localizadas em aluviões, no município de Aiuaba, no semi-árido cearense, foram estudadas sob os aspectos de qualidade, dos processos de salinização e dos modelos isotópicos (2H) que foram aplicados para avaliar as perdas d´água por infiltração e evaporação no Açude do Boqueirão. Os resultados das análises químicas das águas e dos solos mostraram que, em áreas vizinhas ao Açude do Boqueirão, a infiltração de águas de chuvas é pequena devido à presença de argila do tipo caulinita. O pH do Açude do Boqueirão, em quatro das oito campanhas, revela águas básicas com valores de até 9,4 devido aos processos de trocas iônicas ocorridas entre água e solo. A maioria dos dados hidroquímicos das águas superficiais e subterrâneas mostra que elas são quimicamente adequadas ao consumo humano ; no entanto, apesar de se tratar de uma área de proteção ambiental, sofrem leve efeito da ação antrópica como mostra a presença de 4NH+ e 3NO− nos açudes. Os sais dissolvidos nas águas têm origem, principalmente, no processo de dissolução da interação água/rocha e das precipitações atmosféricas ; o efeito do processo de evaporação aparece como agente de enriquecimento de sais nas águas superficiais e subterrâneas. Os modelos isotópicos aplicados no Açude do Boqueirão identificaram durante o período de 3 meses de amostragem elevada perda d’água por evaporação com média de 60,7 % e por infiltração de 13,4 % do volume estocado. As lâminas d’água perdidas por estes processos foram de 614 mm e 106 mm, respectivamente.

Présentation

Version intégrale (4,32 Mb)

Page publiée le 15 janvier 2020