Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2015 → Atividade antimicrobiana e antioxidante de Licania rigida e Turnera ulmifolia

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) 2015

Atividade antimicrobiana e antioxidante de Licania rigida e Turnera ulmifolia

MORAIS, Leandro Vinícius Fernandes de.

Titre : Atividade antimicrobiana e antioxidante de Licania rigida e Turnera ulmifolia

Auteur : MORAIS, Leandro Vinícius Fernandes de.

Université de soutenance : Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Grade : Mestrado em Ciências Farmacêuticas 2015

Résumé
Licania rigida Benth e a Turnera ulmifolia Linn. var. elegans são espécies de plantas regionais do semiárido empregadas no tratamento de diversas doenças. Objetivos : O intuito desse trabalho foi caracterizar quimicamente os extratos e frações e investigar o potencial antimicrobiano e antioxidante. Metodologia : Para a análise química foram realizadas a quantificação total de compostos fenólicos por espectrofotometria e a caracterização cromatográfica dos extratos e frações. A avaliação da atividade antioxidante foi realizada pela determinação da capacidade de sequestro do radical DPPH•. A atividade antimicrobiana foi avaliada pelos ensaios de difusão em ágar, microdiluição em caldo e cinética de morte. Resultados : Os extratos e frações de L. rigida e T. ulmifolia apresentaram elevado conteúdo fenólico, com a presença de flavonoides, dos quais foram determinados como marcadores químicos. Observou-se que os extratos de ambas as espécies agiram como agentes sequestradores no ensaio da atividade antioxidante in vitro. O extrato da L. rigida foi a única ativa contra cepas de S. aureus, S. aureus meticilina resistente, S. epidermidis, e as leveduras, Candida albicans, Candida dubliniensis, Candida tropicalis, Candida parapsilosis, Candida rugosa, Candida krusei eTrichosporon asahii. Conclusão : Com base nesses resultados é possível afirmar que atividade antioxidante e antimicrobiana possivelmente é atribuída a presença de polifenólicos e flavonoides evidenciados nos extratos e frações.

Présentation

Version intégrale (1,54 Mb)

Page publiée le 11 avril 2019