Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2017 → Uso dos remineralizadores associado a policultivos para produção da palma forrageira no semiárido baiano

Universidade de Brasília (2017)

Uso dos remineralizadores associado a policultivos para produção da palma forrageira no semiárido baiano

MEDEIROS, Fernanda de Paula

Titre : Uso dos remineralizadores associado a policultivos para produção da palma forrageira no semiárido baiano

The use of remineralizers associated with polycultures for the production of cactus fodder in Bahia´s semi-arid region

Auteur : MEDEIROS, Fernanda de Paula.

Université de soutenance : Universidade de Brasília

Grade : Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural 2017

Résumé
Esta pesquisa investiga os efeitos da utilização da técnica de rochagem em uma área de policultivo implantada na comunidade quilombola Lajedão dos Mateus, localizada no município de América Dourada/BA. Foram testados e avaliados a produtividade de duas espécies de palma forrageira - a “Gigante” (Opuntia ficus-indica (L.) Mill.) e a “Doce” (Nopalea cochenillifera (L.) Salm-Dick.). O delineamento experimental da área contemplou a divisão em parcelas, que foram expostas a quatro tipos de tratamentos : (T0 - controle, T1 - Remineralizador, T2 – Composto Orgânico e T3 – Remineralizador + Composto Orgânico), com quatro repetições de forma casualizada. A pesquisa usou como principais premissas os princípios relativos à tecnologia da rochagem em sistemas de plantios consorciados (policultivos) com outras espécies agrícolas e frutíferas como forma de potencializar os resultados produtivos e ampliar a oferta de alimentos. O trabalho utilizou práticas relativas à agroecologia, voltadas para o alcance da sustentabilidade produtiva, econômica, ambiental e social, por meio da valorização e interação entre o conhecimento científico e empírico. Para análise de produtividade foram coletados dados de massa verde (Kg), massa seca (g), número de cladódios por tratamento e média do número de cladódios por indivíduo em cada tratamento. Para o entendimento das mudanças nos níveis de fertilidades, foram coletadas amostras antes da implantação do delineamento experimental e após a colheita das palmas para efeito de comparação da entrada dos nutrientes na solução do solo. Para saber os efeitos dos tratamentos sobre o tecido vegetal das palmas produzidas, foram coletadas quatro cladódios de cada tratamento e de cada espécie de palma para análise em laboratório. Para analisar a influência dos sais presentes na água utilizada na irrigação, foi coletada uma amostra, que levada ao laboratório revelou a presença de alguns nutrientes acima do que é permitido pelos órgãos ambientais, e, auxiliou no entendimento dos resultados de produtividade, fertilidade do solo e composição do tecido vegetal das espécies estudadas. Após 12 meses de pesquisa, foi possível averiguar que os remineralizadores potencializam a produção das duas espécies de palma, chegando a 244,53Ton/ha/ano de palma Doce e 256,87Ton/ha/ano para a palma Gigante, superando a produtividade da região para essas espécies. Na contagem de cladódios por tratamento da palma Doce superou a Gigante, tanto por causa do adensamento que foi maior para a palma Doce, como na quantidade de cladódios que foram plantados o dobro de palma Doce. Mas a média do numero de cladódios por indivíduo foi menor que a produção regional, mas isso se deve ao fato do tempo de colheita ter sido menor (12 meses). Observouse que ocorreu ampliação dos níveis de fertilidade do solo, com o aumento de fósforo e potássio e outros macro e micronutrientes, especialmente no tratamento que continha remineralizador + composto orgânico, além da redução do ferro na solução, que encontrava-se em altas concentrações, e, após a aplicação dos insumos foi reduzido por conta do ajuste no pH do solo. Averiguou-se se ocorreram alterações relacionadas à composição do tecido vegetal e a influência que os tratamentos exerceram sobre as cultivares de palma. Análise do tecido vegetal revelou resultados significativos para nutrientes, lignina e celulose apenas para a palma Doce, e fenóis totais apenas para a palma Gigante. Em busca do entendimento empírico, a pesquisa também buscou contemplar o perfil socioeconômico da Comunidade, por meio de um Diagnóstico Socioeconômico e Ambiental da Comunidade, realizado mediante a aplicação de uma entrevista semiestruturada. Os resultados foram comparados a diagnóstico realizado a 10 anos atrás nessa Comunidade, que mostrou alterações importantes relativos a esse grupo social, como o perfil dos chefes de família, que antes eram em maioria homens, e que agora são mulheres, mas ainda não encontram espaço nas lideranças da Comunidade, ou nas tomadas de decisão. Esse fato se deu principalmente por causa da saída de familiares da Comunidade para outras regiões em busca de outras oportunidades de trabalho. Houve um aumento no nível de escolaridade dos moradores, fato associado ao aumento da renda, proveniente de dos auxílios sociais, como Bolsa Família, PRONAF e Aposentadoria Rural. Esses resultados refletem a necessidade de políticas públicas voltadas para as mulheres bem como um apoio continuado da Assistência Técnica Rural da região, para que os moradores dessa Comunidade não se sintam forçados a abandonar suas atividades agrícolas, que já fazem parte de sua história. Acredita-se que nas próximas colheitas a produtividade das espécies de palma forrageira será ainda maior que os resultados obtidos na presente pesquisa, haja visto o poder de liberação dos nutrientes dos remineralizadores ao longo do tempo para solução do solo, especialmente quando aliados ao composto orgânico, técnica de manejo entendida pelos agricultores para potencializar a disponibilização dos nutrientes para as plantas.

Présentation et version intégrale

Page publiée le 5 avril 2019