Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2018 → Caracterização nutricional da torta de moringa (Moringa oleifera Lam.)

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) 2018

Caracterização nutricional da torta de moringa (Moringa oleifera Lam.)

Alves, Francyelle Gurgel de Castro

Titre : Caracterização nutricional da torta de moringa (Moringa oleifera Lam.)

Auteur : Alves, Francyelle Gurgel de Castro

Université de soutenance : Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)

Grade : Mestrado em Producao Animal 2018

Résumé
A moringa é uma oleaginosa que apresenta potencialidade produtiva no nordeste brasileiro devido sua boa adaptabilidade em regiões de clima semiárido e facilidade de propagação por diferentes métodos de plantio. O óleo extraído da semente de moringa possui elevada resistência à oxidação e contém elevado teor de ácidos graxos insaturados, o que favorece o seu uso industrial. A partir desta extração, obtém-se um resíduo sem valor econômico, o qual possui características nutricionais que evidenciam a possibilidade de sua utilização na alimentação de animais. O experimento objetivou avaliar o valor nutritivo da torta de moringa (TM), através da composição química e do fracionamento dos compostos nitrogenados e carboidratos totais, e a verificação dos efeitos dos níveis crescentes da torta de moringa, em substituição à torta de algodão, na determinação do consumo de nutrientes, coeficiente de digestibilidade e balanço de N. A composição química da TM foi determinada segundo protocolo AOAC (1995) e o fracionamento conforme preconização do Cornell Net Carbohydrate and Protein System (CNCPS). Para determinação de consumo, digestibilidade e balanço de N, foram selecionados cinco ovinos machos não castrados, com peso médio de 23,41,4 kg, distribuídos em quadrado latino, onde os animais foram alocados em gaiolas metabólicas individuais e submetidos a dietas com diferentes níveis de inclusão de TM. O período experimental teve duração de 65 dias, iniciando com período de adaptação de 15 dias, seguidos de cinco períodos homogêneos, cada um de cinco dias de adaptação à dieta e 5 dias para coleta de sobras, fezes e urina. O consumo foi contabilizado diariamente a partir do décimo dia do período de adaptação. As rações experimentais foram compostas por feno de capim tifton (Cynodon spp.), milho em grão moído, torta de algodão (Gossypium hirsuntum L.) e torta de moringa, alternando o percentual desta última nas proporções 0 ; 7,5 ; 15 ; 22,5 e 30%. A composição química determinou 92,65% de MS ; 95,33% MO ; 30,16% PB ; 18,68% EE ; 46,49% CHT ; 17,42% CNF ; 32,17% FDN ; 25,41% FDA ; e 8,36% LIG. Os carboidratos totais foram fracionados nas porções em A’, B1’, B2’ e C’, apresentando cada fração, respectivamente, 14,79% ; 22,67% ; 19,12% e 43,42%. Os percentuais das frações nitrogenadas A, B1+B2, B3 e C encontradas foram : 32,81% ; 20,31% ; 24,43% e 22,57%. A inclusão da TM não alterou a ingestão de MS, MO, PB, PIDN, FDN, FDA, CHT, HEM e LIG, apresentando os respectivos valores médios 800,78 g dia-1 ; 726,90 g dia-1 ; 123,55 g dia-1 ; 45,65 g dia-1 ; 448,20 g dia-1 ; 231,49 g dia-1 ; 592,03 g dia-1 ; 105,34 g dia-1 ; 52,84 g dia-1. Os consumos de PIDA, EE, CNF apresentaram diferença significativa, resultando aumento diretamente proporcional de EE à inclusão da torta na ração, e indiretamente proporcional em relação à PIDA e CNF. Não foram observadas diferenças significativas entre os coeficientes de digestibilidade de MS, MO, PB, EE, FDN, CHT e CNF com a inclusão da torta de moringa, obtendo-se, respectivamente, 57,33 ; 61,61 ; 42,42 ; 70,76 ; 40,40 ; 55,25 e 20,32%, o que não ocorreu com o CDP que evidenciou maior aproveitamento de N a partir da crescente inclusão de TM. Os valores do balanço de nitrogênio (BN) apresentaram similaridade no aproveitamento de N pelos animais. Logo, os resultados estudados comprovaram que a torta de moringa pode ser uma alternativa na alimentação de ovinos conforme seu valor nutricional avaliado.

Présentation

Version intégrale (1,44 Mb)

Page publiée le 24 février 2020