Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2019 → Avaliação de eventos extremos de Seca no Estado de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco (2019)

Avaliação de eventos extremos de Seca no Estado de Pernambuco

INOCÊNCIO, Tiago de Morais

Titre : Avaliação de eventos extremos de Seca no Estado de Pernambuco

Auteur : INOCÊNCIO, Tiago de Morais

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado - Engenharia Civil 2019

Résumé
Os períodos secos correspondem ao desastre natural de maior impacto no Estado de Pernambuco, produzindo grandes perdas. O objetivo do trabalho foi quantificar e classificar, de forma objetiva, cada período seco em Pernambuco entre 1979 e 2016. Para isto, fez-se uso de Standardized Indices ou Índices Padronizados envolvendo cada variável determinante como precipitação, evapotranspiração potencial, umidade do solo e vazão. Os Standardized Indices foram obtidos a partir de dados padronizados das variáveis mencionadas seguindo a mesma proposta de McKee et al. (1993) para o cálculo do Índice de Precipitação Padronizado (SPI). Para além dos índices padronizados, especificamente para umidade do solo utilizou-se o SMCI. O Soil Moisture Condition Index (SMCI) é um índice de condição de umidade do solo que é mais adequado para monitorar as condições de seca de curto prazo em grandes regiões geográficas. Para análise de cada período seco e comparação, foi quantificada a severidade, duração e intensidade de cada índice (Utilizando escalas de 6 e 12 meses). Os conceitos de duração e severidade estão intimamente ligados a análise da magnitude do período seco, estes conceitos foram calculados em escala mensal para os índices padronizados e para o SMCI. Foi possível verificar os eventos de maior magnitude e como as diferentes variáveis hidrometeorológicas se comportam diante dos eventos de seca. Durante os últimos 5 anos, as secas foram mais frequentes, severas e afetaram uma área maior com impactos significativos para a população, além de atividades econômicas, o que torna este último período seco como principal motivação do trabalho. A análise dos resultados mostrou que a duração da seca desempenha um papel importante para o valor final do SCI. O evento recente teve valores mais severos para SSMI e SSI em comparação com SPI e SPEI. Os períodos de seca apresentaram as maiores magnitudes nas bacias hidrográficas do Estado de Pernambuco. Verificou-se que a mesorregião do Agreste foi duramente atingida, cujos resultados das bacias do Capibaribe (UP2) e Ipanema (UP07) estão entre os mais altos. O SPI pode não ser capaz de detectar adequadamente a magnitude de algumas secas, como demonstrado no evento mais recente. Na aplicação mostrada neste artigo, foi interessante perceber que, de acordo com os resultados obtidos, o produto ESA CCI SM indica o fim da seca iniciada em 2012.

Présentation

Version intégrale (5,6 Mb)

Page publiée le 2 mars 2020