Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2018 → Influência da espessura da zona não saturada na dinâmica da água em depósito aluvionar no semiárido

Universidade Federal de Pernambuco (2018)

Influência da espessura da zona não saturada na dinâmica da água em depósito aluvionar no semiárido

SANTOS, Guilherme Teotônio Leite

Titre : Influência da espessura da zona não saturada na dinâmica da água em depósito aluvionar no semiárido

Auteur : SANTOS, Guilherme Teotônio Leite

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Mestrado - Engenharia Civil e Ambiental 2018

Résumé
O perfil de um solo pode ser visualizado e posteriormente analisado em detalhe, através de radagramas gerados pelo método geofísico, GPR (Ground Penetrating Radar), que possibilita obter informações necessárias da subsuperfície, capaz de verificar a existência de aluviões que podem ser efetivamente utilizados como fonte de abastecimento de água, diante de seu potencial de armazenamento hídrico. Com a finalidade de realizar o objetivo desta pesquisa, ou seja, o de analisar os impactos hidrológicos causados com a remoção de camadas de solos das aluviões, foi necessário aplicar, primeiramente, um método geofísico não invasivo e não destrutivo, para caracterização geofísica do subsolo no leito seco do rio Capibaribe, a fim de identificar a arquitetura sedimentar do depósito aluvionar. O equipamento utilizado para essa caracterização geofísica nesta pesquisa foi o GPR SIR (Subsurface Interface Radar) System-3000 da GSSI (Geophysical Survey Systems, Inc.), e em relação ao processamento dos radagramas em laboratório, utilizou-se o software RADAN 6.6. Para integralizar o objetivo deste trabalho, foi realizada modelagem numérica, com o emprego do software Hydrus-1D. Efetuando-se, inicialmente, uma análise de sensibilidade da malha de três perfis estratigráficos de depósito aluvionar, considerando diferentes condições de contorno inferior (drenagem livre e pressão constante), a fim de selecionar uma malha que determinasse o grau de refinamento necessário para se obter simulações precisas. Outra análise realizada foi a de sensibilidade dos parâmetros hidrodinâmicos (α, n, Kₛ, θᵣ, θₛ) de um dos perfis de solo, no processo de transferência hídrica. Em que, observou-se uma maior sensibilidade para o parâmetro n e menor para o parâmetro θᵣ. E, em relação a variável de saída mais sensível às alterações dos valores dos parâmetros no modelo Hydrus-1D, para o cenário que considerou pressão constante como condição de contorno inferior, foi o escoamento superficial acumulado e a lâmina média de água armazenada, para o outro cenário, o qual adotou a drenagem livre como condição de contorno inferior. Entretanto, a variável menos sensível às modificações do valor dos parâmetros, em ambos os cenários, foi a lâmina infiltrada acumulada. Por fim, através da última modelagem numérica, verificou-se que a espessura das camadas dos solos do depósito aluvionar é elementar para a conservação dos aquíferos e que algumas variáveis de saída, como a evaporação, são controladas pelas propriedades do solo até certa profundidade, porém, após esta profundidade essas variáveis são determinadas principalmente pelas condições atmosféricas

Mots Clés  : Clima de regiões áridas - Pernambuco ; Radar nas geociências ; Água - Pernambuco ; Geodinâmica ; Impacto ambiental – Avaliação – Pernambuco

Présentation

Version intégrale (4,4 Mb)

Page publiée le 18 février 2020