Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Gradientes ambientais e diversidade particionada : abordagem multi-escala da vegetação vascular e avascular na caatinga

Universidade Federal de Pernambuco (2018)

Gradientes ambientais e diversidade particionada : abordagem multi-escala da vegetação vascular e avascular na caatinga

SILVA, Joan Bruno

Titre : Gradientes ambientais e diversidade particionada : abordagem multi-escala da vegetação vascular e avascular na caatinga

Auteur : SILVA, Joan Bruno

Université de soutenance : Universidade Federal de Pernambuco

Grade : Doutorado - Biologia Vegetal 2018

Résumé
Investigações sobre gradientes ambientais e sua correlação com o padrão de distribuição das espécies elucidam as relações ecológicas que atuam na estruturação das assembleias. Nós estudamos a diversidade e a distribuição de plantas ao longo de gradientes ambientais que incluem os padrões de distribuição das briófitas ao longo do gradiente de altitude do Parque Nacional Vale do Catimbau ; o impacto de caprinos sobre a vegetação de ilhas de solo de afloramentos rochosos em dimensão espaçotemporal ; além da performance de populações de uma espécie pioneira de briófitas, Campylopus pilifer, sob extremos climáticos. Nossos resultados revelam uma flora de briófitas singular com espécies de distribuição rara no país e distinta daquela de qualquer formação rochosa ou ambiente de Caatinga, na qual a maior riqueza é registrada em altitudes mais baixas provavelmente porque as condições tornam-se mais severas à medida em que a altitude aumenta. A flora vascular e avascular de afloramentos rochosos é diferente entre si, mas a riqueza de espécies não é influenciada por distúrbios associados à presença de caprinos. Por outro lado, as análises de partição da diversidade espaço-temporal mostram que a diversidade é mais expressiva em nível regional. Nós não identificamos turnover temporal, em vez disso, as populações permanecem homogêneas ao longo das estações seca e chuvosa ; já as populações C. pilifer apresentam resiliência adequada aos extremos de seca provocados pelo El Niño recobrando seu fitness na estação chuvosa após o fenômeno. Assim, nós concluímos que o PARNA Catimbau possui grande potencial para conservação de briófitas com zonas de altitude prioritárias para conservação manejo. Essas ações podem ser direcionadas para as ilhas de solo uma vez que apresentam alta diversidade de espécies, o que pode estar associado à resiliência das populações de musgos pioneiros nesses ambientes.

Présentation

Page publiée le 14 janvier 2020