Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Monitoramento e modelagem de processos hidrológicos como base para a gestão de recursos hídricos em região semiárida

Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE) 2018

Monitoramento e modelagem de processos hidrológicos como base para a gestão de recursos hídricos em região semiárida

SANTOS, Daniella Pereira dos

Titre : Monitoramento e modelagem de processos hidrológicos como base para a gestão de recursos hídricos em região semiárida

Monitoring and modeling of hydrological processes as a basis for the management of water resources in the semi-arid region

Auteur : SANTOS, Daniella Pereira dos

Université de soutenance : Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE)

Grade : Doutorado em Engenharia Agrícola 2018

Résumé
O balanço hídrico é essencial em diversas áreas do conhecimento, tais como a agrícola, florestal e hidrológica. Dentro das atividades em meios rurais, algumas práticas estão diretamente relacionadas com o balanço hídrico, como o manejo da irrigação, o abastecimento humano e a dessedentação animal, entre outros. O entendimento do ciclo hidrológico auxilia no processo de planejamento e manejo dos recursos hídricos, em estudos ambientais e projetos de obras hidráulicas, em bacias hidrográficas. Na atual conjuntura, os desafios da gestão ambiental frente aos impactos das mudanças climáticas tornaram mais urgente a necessidade do progresso tecnológico e os resultados da pesquisa científica mais acessíveis e prontos para uso. O monitoramento, a análise e o gerenciamento adequados dos recursos naturais (especialmente a água) exigem a implementação de uma abordagem multidisciplinar conjunta, a fim de criar estratégias racionais e políticas aplicadas para melhores cenários de gestão. O objetivo da pesquisa foi investigar a dinâmica hidrológica da umidade do solo, vegetação, balanço climatológico e índices climáticos em sub-bacia hidrográfica do Açude da Ingazeira, localizada na região semiárida de Pernambuco, calibrar modelo hidrológico e analisar o balanço hídrico e a vazão da bacia hidrográfica do rio Ipanema com o modelo SWAT. Foram encontradas diferenças entre as umidades em função da cobertura vegetal e uma diminuição acentuada nos totais de precipitação registrados na bacia, no período de 2011 a 2017 juntamente com uma tendência de aumento das temperaturas e crescente aumento do índice de aridez, resultando na diminuição da umidade e aumento na evapotranspiração na área da bacia apresentando deficiência hídrica para a região. Assim, verifica-se que o monitoramento e o levantamento hidrológico forneceram uma ordem de grandeza da umidade do solo e suas correlações com os dados hidro-climáticos, contribuindo para melhor gestão de recursos hídricos na bacia hidrográfica do Rio Ipanema-PE. Mesmo verificando grandes limitações de medições experimentais na bacia do Ipanema, o modelo SWAT apresentou um ajuste aceitável para dados mensais, evidenciado por um NASH de 0,85 e um R2 de 0,88 na calibração. Embora os valores encontrados para o NASH e R2sejam considerados aceitáveis, espera-se que com a continuidade das medições de campo, obtenha-se aprimoramento da ferramenta aqui disponibilizada.

Présentation

Version intégrale (3,87 Mb)

Page publiée le 17 janvier 2020