Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Master → Brésil → 2019 → Prospecção de bactérias promotoras de crescimento de plantas de uma lagoa temporária do semiárido tropical

Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE) 2019

Prospecção de bactérias promotoras de crescimento de plantas de uma lagoa temporária do semiárido tropical

ARAÚJO, Victor Lucas Vieira Prudêncio de

Titre : Prospecção de bactérias promotoras de crescimento de plantas de uma lagoa temporária do semiárido tropical

Prospection of plant growth-promoting bacteria from plants of a temporary lagoon in a tropical semiarid region

Auteur : ARAÚJO, Victor Lucas Vieira Prudêncio de

Université de soutenance : Universidade Federal Rural de Pernambuco (URFPE)

Grade : Mestrado em Ciência do Solo 2019

Résumé
Os ecossistemas aquáticos são importantes em regiões semiáridas, como no bioma Caatinga. Nesta região, a lagoa temporária é caracterizada por fases de inundação e secas. Na estação seca, as lagoas temporárias são capazes de sustentar uma alta produtividade e biodiversidade. A leguminosa Mimosa bimucronata é comum nesses ambientes pois é adaptada a solos com má drenagem e, é provável que exista a contribuição dos simbiontes microbianos na tolerância a estresses específicos do habitat. Pesquisas relacionadas à caracterização de bactérias promotoras de crescimento de plantas (BPCPs) nunca foram realizadas em lagoas temporárias do semiárido tropical. O objetivo desde trabalho foi isolar BPCPs associadas à rizosfera e ao solo adjacente da M. bimucronata, caracterizar os principais mecanismos de promoção de crescimento das BPCPs e avaliar o potencial biotecnológico dos isolados obtidos em promover o crescimento de Zea mays L sob 30% e 80% da capacidade de pote (CP). Foram isolados e caracterizados 355 isolados bacterianos. : 131 isolados do solo rizosférico (ISR) ; 97 isolados do solo adjacente (ISA) ; 104 isolados formadores de endósporo do solo rizosférico (IFESR) e 23 isolados formadores de endósporo do solo adjacente (IFESA). A partir dos isolamentos com base na caracterização fenotípica, os isolados foram agrupados a 70% de similaridade, obtendo 98 isolados. Dentre os 98 isolados avaliados, todos produziram ácido indol-acético AIA, 35 foram capazes de solubilizar fosfato de cálcio bi básico, porém nenhum isolado solubilizou o fosfato de alumínio, 94 foram capazes de produzir exopolissacarídeos (EPS) e 63 foram capazes de produzir biofilme. Baseado nestes mecanismos, foram selecionados 30 isolados mais promissores, e destes 17 foram capazes de fixar nitrogênio, 24 produziram ácido-1-carboxílico-1-aminociclopropano (ACC) deaminase, 8 isolados cresceram em meio até 0,844 de atividade de água (Aw) e 14 produziram quitinases. Além disso, os isolados que apresentaram maiores valores de um determinado mecanismo de promoção de crescimento de plantas, foram selecionados para constituir consórcios microbianos e foram avaliados em relação ao potencial de promover o crescimento do Z. mays L. Entre os consórcios, o destaque foi o C4, com um aumento de 65% da biomassa seca da raiz quando comparado ao controle sem inoculação (CSI). Os isolados 70 e 38 destacaram-se significativamente quando comparado aos demais isolados para o aumento da área foliar total. Para biomassa seca da raiz (BSR), os isolados 28-7 e 28-10, destacaram-se significativamente quando comparados aos demais tratamentos, sob condições de 80% de capacidade de pote. O isolado 43 destacou-se significativamente para o comprimento do caule, BSPA e BSR, demonstrando o potencial de promover o crescimento do Z. mays L. sob estresse hídrico (30% CP). Esses resultados indicam o potencial dos isolados nativos obtidos da M. bimucronata em uma lagoa temporária do semiárido tropical em promover o crescimento do milho.

Présentation

Version intégrale (2,78 Mb)

Page publiée le 29 février 2020