Informations et ressources scientifiques
sur le développement des zones arides et semi-arides

Accueil du site → Doctorat → Brésil → Ecologia populacional e dinâmica pesqueira de Anomalocardia flexuosa (Linnaeus, 1767) (BIVALVIA : VENERIDAE) em um estuário hipersalino do semiárido brasileiro

Universidade Federal do Ceará (2019)

Ecologia populacional e dinâmica pesqueira de Anomalocardia flexuosa (Linnaeus, 1767) (BIVALVIA : VENERIDAE) em um estuário hipersalino do semiárido brasileiro

Oliveira, Itala Alves de

Titre : Ecologia populacional e dinâmica pesqueira de Anomalocardia flexuosa (Linnaeus, 1767) (BIVALVIA : VENERIDAE) em um estuário hipersalino do semiárido brasileiro

Auteur : Oliveira, Itala Alves de

Université de soutenance : Universidade Federal do Ceará

Grade : Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais 2019

Résumé
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de analisar a dinâmica populacional de Anomalocardia flexuosa em um estuário hipersalino do litoral da costa branca no Rio Grande do Norte. Durante o período de novembro de 2015 à outubro de 2017 foram recolhidas amostras de material biológico, sedimento para análises granulométricas, e aferidos os parâmetros abióticos (salinidade e temperatura) em 3 diferentes áreas do estuário Apodi/Mossoró. Uma área mais interna distante 9 km da foz (A), uma área intermediária (B) e uma área na região da foz deste estuário (C). A salinidade apresentou um padrão invertido decrescente dentro do estuário, onde os maiores valores de salinidade foram registrados em A. A caracterização granulométrica diferiu entre áreas e apresentou maior percentual de silte e argila na área B e maior percentual de areia na área C. A densidade de A. flexuosa diferiu entre áreas, onde A apresentou sempre os maiores valores, registrando até 4.728 ind/m2, e C os menores, com em média 370 ind/m2. A precipitação apresentou correlação positiva com a densidade de A. flexuosa. A hipersalinidade não limitou a distribuição e abundância da espécie, no entanto, a competição por espaço com uma pradaria de Halodule wrightii, estabelecida em C, restringiu a distribuição e densidade de A. flexuosa. O crescimento foi considerado rápido com ciclo de vida curto. O tamanho de maturidade sexual morfológica foi de 13,8 mm e concorda com o registrado na literatura. O recrutamento foi constante, porém com períodos de maior representatividade e abundância dos recrutas regulados pela sobrevivência de adultos em decorrência da competição por espaço e recurso. Deste modo, a abundância de A. flexuosa também interferiu nos processos estruturais desta população, ocasionando efeitos de denso-dependência. A mortalidade natural foi superior a mortalidade por pesca e a taxa atual de exploração por pesca não excedeu o limite máximo suportado pela espécie. No entanto, as projeções futuras de incremento na taxa de exploração indicam baixa produtividade. A comunidade de bactérias associadas a A. flexuosa foi diferente da microbiota da água e dos bivalves Tivela mactroides e Phacoides pectinatus e a hipersalinidade não interferiu na composição do microbioma de A. flexuosa. Assim, a espécie apresenta ampla tolerância as variações de diversos fatores abióticos, porém, fatores bióticos, como competição e predação por pesca podem estar influenciando a estrutura desta população.

The present work was developed with the objective of analyzing the population dynamics of Anomalocardia flexuosa in a hypersaline estuary off the coast of the white coast in Rio Grande do Norte. During the period from November 2015 to October 2017 samples of biological material, sediment for particle size analysis, and abiotic parameters (salinity and temperature) were collected in 3 different areas of the Apodi/Mossoró estuary. An innermost area 9 km from the mouth (A), an intermediate area (B) and an area in the mouth of this estuary (C). The salinity showed a decreasing inverted pattern inside the estuary, where the highest values of salinity were recorded in A. The granulometric characterization differed between areas and presented a higher percentage of silt and clay in area B and greater percentage of sand in area C. The density of A. flexuosa differed between areas, where A presented always the highest values, registering up to 4,728 ind / m2, and C the lowest, with an average of 370 ind / m2. The precipitation showed a positive correlation with the density of A. flexuosa. Hypersalinity did not limit the distribution and abundance of the species, however, space competition with a prairie of Halodule wrightii, established in C, restricted the distribution and density of A. flexuosa. Growth was considered fast with a short life cycle. The morphological sexual maturity size was 13.8 mm and agrees with that recorded in the literature. Recruitment was constant, but with periods of greater representativeness and abundance of recruits regulated by the survival of adults as a result of competition for space and resource. Thus, abundance of A. flexuosa also interfered in the structural processes of this population, causing effects of dense dependence. Natural mortality was higher than fishing mortality and the current rate of fishing operation did not exceed the maximum limit borne by the species. However, future projections of increased farm rate indicate low productivity. The community of bacteria associated with A. flexuosa was different from the microbiota of the water and the bivalves Tivela mactroides and Phacoides pectinatus and the hypersalinity did not interfere in the composition of the A. flexuosa microbiome. Thus, the species presents a wide tolerance to the variations of several abiotic factors, however, biotic factors such as competition and predation by fishing may be influencing the structure of this population.

Présentation

Version intégrale (2,41 Mb)

Page publiée le 19 janvier 2020